CIDADE DOS BURACOS

…..esta cidade não estava habitada pôr pessoas, mas, pôr buracos. Buracos viventes... Havia buracos ostentosos, de mármore e buracos humildes, de tijolos. Um certo dia chegou uma noticia que passou a ser moda:….. O IMPORTANTE E O INTERIOR E NÃO O EXTERIOR!! E foi assim que os buracos começaram a se encher de coisas de …

Continue lendo CIDADE DOS BURACOS

ALGUÉM ESTÁ VENDO VOCÊ

Certa vez, um homem resolveu invadir os campos de um vizinho para roubar um pouco de trigo. “Se eu tirar um pouco de cada campo, ninguém irá perceber”, pensou. “Mas reunirei uma bela pilha de trigo.” Então ele esperou pela noite mais negra, quando grossas nuvens cobriam a lua, e saiu às escondidas de casa, …

Continue lendo ALGUÉM ESTÁ VENDO VOCÊ

O SAPATO

Um dia um homem já de certa idade abordou um ônibus. Enquanto subia, um de seus sapatos escorregou para o lado de fora. A porta se fechou e o ônibus saiu; então ficou impossível recuperá-lo. O homem tranqüilamente retirou seu outro sapato e jogou-o pela janela. Um rapaz no ônibus, vendo o que aconteceu e …

Continue lendo O SAPATO

RASTRO

À beira de um grande charco, vivia um casal com seu filhinho Henrique. Um dia, Henrique seguiu o pai, pântano a dentro, sem que ninguém o percebesse, Quando deram pela falta do menino, puseram-se a procura-lo, ansiosos. Finalmente, descobriram seus pequenos rastros rumo ao charco. Em cada pegada deixada pelo pai, via-se o rastro do …

Continue lendo RASTRO

PAGANINI

Era uma vez um grande violinista chamado PAGANINI. Alguns diziam que ele era muito estranho. Outros, que era sobrenatural. As notas mágicas que saiam de seu violino tinham um som diferente, por isso ninguém queria perder a oportunidade de ver seu espetáculo. Numa certa noite, o palco de um auditório repleto de admiradores estava preparado …

Continue lendo PAGANINI

O PODER DA DOÇURA

O viajante caminhava pela estrada, quando observou o pequeno rio que começava tímido por entre as pedras. Foi seguindo-o por muito tempo. Aos poucos, ele foi tomando volume e se tornando um rio maior. O viajante continuou a segui-lo. Bem mais adiante, o que era um pequeno rio se dividiu em dezenas de cachoeiras, num …

Continue lendo O PODER DA DOÇURA

NUNCA MAIS RECLAMO

De volta à meados dos anos 70... Um homem está viajando e para em um posto de gasolina em meio a um torrencial aguaceiro. Ele confortavelmente sentado dentro de seu carro seco, enquanto um homem, que assobiava alegremente enquanto trabalhava, encheu seu tanque debaixo daquela chuva terrível. Quando o cliente estava partindo, como que se …

Continue lendo NUNCA MAIS RECLAMO