Drama, engano, Opinião

Esposa 1.0

info-capa-600x250.jpg

Prezado Técnico,

Há um ano e meio troquei o programa [ Noiva 1.0] pelo
[ Esposa 1.0] e verifiquei que o Programa gerou um
aplicativo inesperado chamado [ Bebê.exe ] que ocupa
muito espaço no HD.
Por outro lado, o [ Esposa 1.0] se auto-instala em
todos os outros programas e é carregado
automaticamente assim que eu abro qualquer
aplicativo.

Aplicativos como [ Sair_Com_A_Turma 2.3],
Noite_De_Farra 2.5] ou [ Domingo_De_Futebol 2.8],
não funcionam mais, e o sistema trava assim que eu
tento carregá-los novamente.
Além disso, de tempos em tempos um executável oculto
(vírus) chamado [Sogra 6.66] aparece, encerrando
abruptamente a execução de um comando.
Não consigo desinstalar este programa. Também não
consigo diminuir o espaço ocupado pelo [Esposa 1.0 ]
quando estou rodando meus aplicativos preferidos.
Sem falar também que o programa [Sexo 5.1] sumiu do HD.

Eu gostaria de voltar ao programa que eu usava
antes, o [Noiva 1.0], mas o comando [ Uninstall.exe ]
não funciona adequadamente.

Poderia ajudar-me? Por favor!

Ass: Usuário Arrependido

RESPOSTA:

Prezado Usuário,

Sua queixa é muito comum entre os usuários, mas é
devido, na maioria das vezes, a um erro básico de
conceito: muitos usuários migram de qualquer versão
[Noiva x.0] para [ Esposa 1.0] com a falsa idéia de
que se trata de um aplicativo de entretenimento e
utilitário.

Entretanto, o [Esposa 1.0] é muito mais do que isso:
é um sistema operacional completo, criado para
controlar todo o sistema!

É quase impossível desinstalar [Esposa 1.0] e voltar
para uma versão [Noiva x.0], porque há aplicativos
criados pelo [Esposa 1..0 ], como o [ Filhos.dll ], que
não poderiam ser deletados, também ocupam muito
espaço, e não rodam sem o [ Esposa 1.0].

É impossível desinstalar, deletar ou esvaziar os
arquivos dos programas depois de instalados. Você
não pode voltar ao [ Noiva x.0] porque [ Esposa 1.0]
não foi programado para isso.

Alguns usuários tentaram formatar todo o sistema
para em seguida instalar a [Noiva Plus] ou o [ Esposa
2.0], mas passaram a ter mais problemas do que antes
(leia os capítulos ‘Cuidados Gerais’ referente a
‘ Pensões Alimentícias’ e ‘ Guarda das crianças’ do
software [CASAMENTO].

Uma das melhores soluções é o comando
[DESCULPAR.EXE/flores/all] assim que aparecer o
menor problema ou se travar o micro. Evite o uso
excessivo da tecla [ESC] (escapar). Para melhorar a
rentabilidade do [Esposa 1.0 ], aconselho o uso de
[Flores 5 .1], [ Férias_No_Caribe 3.2] ou [Jóias 3.3 ].

Os resultados são bem interessantes!
Mas nunca instale [Secretária_De_Minissaia 3.3],
[ Antiga_Namorada 2.6] ou [ Turma_Do_Chopp 4.6], pois
não funcionam depois de ter sido instalado o [ Esposa 1.0]
e podem causar problemas irreparáveis no sistema.

Com relação ao programa [ Sexo 5.1] esquece! Esse roda quando quer.

Se você tivesse procurado o suporte técnico antes de
instalar o [Esposa1.0 ] a orientação seria: NUNCA
INSTALE O [ESPOSA 1.0] sem ter a certeza de que é
capaz de usá-lo!

Léo Vivas
Assistência técnica em Informática
na empresa: DANOSSE

Amor, Exemplo, felicidade

O verdadeiro amor

Alianças.jpg

Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falava contra o casamento. Argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga, em vez de se submeter a triste monotonia do matrimônio.
O mestre disse que respeitava sua opinião, mas lhes contou a seguinte história:
“Meus pais viveram 55 anos casados. Numa manhã, minha mãe descia as escadas para preparar o café e sofreu um infarto. Meu pai correu até ela, levantou-a como pôde e, quase se arrastando, a levou até a caminhonete.

Dirigiu a toda velocidade até o hospital, mas quando chegou, infelizmente ela já estava morta. Durante o velório, meu pai não falou. Ficava o tempo todo olhando para o nada. Quase não chorou!
Eu e meus irmãos tentamos, em vão, quebrar a nostalgia recordando momentos engraçados. Na hora do sepultamento, papai, já mais calmo, passou a mão sobre o caixão e falou com sentida emoção:
– Meus filhos, foram 55 bons anos… Ninguém pode falar do amor verdadeiro, se não tem ideia do que é compartilhar a vida com alguém por tanto tempo.

Ele fez uma pausa, enxugou as lágrimas e continuou:
– Ela e eu estivemos juntos em muitas crises. Mudei de emprego, renovamos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade. Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos concluírem a faculdade, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiam. Oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, e perdoamos nossos erros… Filhos, agora ela se foi e estou contente. E vocês sabem por quê? Porque ela se foi antes de mim, e não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só depois da minha partida. Sou eu que vou passar por essa situação, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto, que não gostaria que sofresse assim.

Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas. Nós o abraçamos e ele nos consolava, dizendo: “Está tudo bem, meus filhos, podemos ir para casa.”

E por fim, o professor concluiu: “Naquele dia, entendi o que é o verdadeiro amor. Está muito além do romantismo, e não tem muito a ver com o erotismo, mas se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas.”

Quando o mestre terminou de falar, os jovens universitários não puderam argumentar, pois esse tipo de amor era algo que não conheciam. O verdadeiro amor se revela nos pequenos gestos, no dia-a-dia e por todos os dias. O verdadeiro amor não é egoísta, não é presunçoso, nem alimenta o desejo de posse sobre a pessoa amada.

“Quem caminha sozinho, pode até chegar mais rápido. Mas aquele que vai acompanhado, com certeza, chegará mais longe, e terá a indescritível alegria de compartilhar alegria… alegria esta, que a solidão nega a todos que a possuem”

 

Exemplo, lição de vida

VENENO PARA SOGRA

veneno

Há muito tempo atrás, uma menina chamada Lili se casou e foi viver com a sogra. Em um tempo muito curto, Lili descobriu que não ia se dar bem com ela. As personalidades delas eram muito diferentes, e Lili foi se enfurecendo com seus hábitos. Meses e meses se passaram, Lili e sua sogra nunca deixaram de discutir e brigar. Segundo a antiga tradição chinesa, Lili tinha que se curvar à sogra e obedecer em tudo o que desejasse. Toda a raiva e infelicidade dentro da casa estavam causando ao pobre marido um grande stress. Finalmente, Lili, não agüentando mais, decidiu tomar uma atitude. Foi ver seu pai, o Sr. Huang, que vendia ervas. Ela lhe contou sobre a situação e pediu que ele lhe desse algum veneno, de forma que ela poderia resolver o problema de uma vez por todas. Sr. Huang pensou e, finalmente, disse: “Eu ajudarei a resolver seu problema, mas você tem que me escutar e obedecer a todas as instruções”. Sr. Huang lhe deu um pacote de ervas. Ele disse: “Você não pode usar de uma só vez, porque isso causaria suspeitas. Vou lhe dá várias ervas que vão lentamente envenenar sua sogra. A cada dois dias, prepare alguma carne,e ponha um pouco destas ervas no prato dela. Para ninguém suspeitar quando ela morrer, você deve ter desde agora muito cuidado e agir carinhosamente com ela. Trate-a como uma rainha”. Lili voltou apressada para casa, pensando em começar a assassinar a sua sogra. Semanas e meses se passaram, e Lili servia comida envenenada à sogra. Ela controlou o seu temperamento, e a tratou como se fosse sua própria mãe. Depois que seis meses tinham passado, a casa inteira tinha mudado. Lili e a sogra estavam se tratando como verdadeiras mãe e filha. Lili voltou a pedir ajuda Sr. Huang: “Por favor, me ajude a evitar que o veneno mate minha sogra! Eu a amo como minha própria mãe”. Ele respondeu: “Eu nunca lhe dei qualquer veneno. As ervas eram vitaminas! O único veneno estava em sua mente e em sua atitude, mas tudo foi jogado fora pelo amor que você deu a ela”.