Educação, ensino, Erro, Exemplo

Um erro proposital

Uma professora botou no quadro:

Só que ai não faltou piadas porque ela tinha errado o 9 x 6 = 53… Todo mundo rindo da cara dela, ela esperou todo mundo se calar, ai falou:
É assim que você é visto no mundo errei de propósito pra mostrar a vocês como o mundo é, NINGUÉM  te elogiou por ter acertado nove vezes, NINGUÉM, te viu acertando e te deu os parabéns, mas TODO MUNDO te crucificou, riu da sua cara, zombou porque você errou apenas UM

Moral da história: aprendam a valorizar as pessoas pelos acertos, tem pessoas que acertam muito mais que erram, e acabam sendo julgadas por apenas um erro, e não são valorizadas pelos outros NOVE ACERTOS.

Erro, Perdão

NO PRIMEIRO ERRO

14183774_10207521230571129_7160468759673234409_n

“O Último Rei da comunidade tinha dez cães selvagens. Ele usava para torturar e comer qualquer um dos seus servidores que cometesse um erro.
Um dos servos disse algo errado e o rei já não gostava dele. Então ele ordenou que o servo deveria ser jogado aos cães.
O servo disse: “Eu o servi por dez anos, e você faz isso comigo por favor me dê dez dias antes de me jogar aos cães?” E o rei lhe concedeu.
Nesses dez dias, o servo foi para o guarda que lida com cães e disse que gostaria de servir os cães durante os próximos dez dias. O guarda estava confuso, mas concordou e ao servo foi dedicado a alimentar os cães, limpeza, e banhar-los com todo o conforto para eles.
Quando os dez dias acabram, o rei ordenou que o servo fosse jogado aos cães como punição. Quando foi lançado, todo mundo ficou surpreso ao ver apenas os cães vorazes lamber os pés do servo!
O rei, perplexo com o que estava vendo, disse:
“O que aconteceu com meus cães?”
O servo respondeu: “Eu servi os cães apenas dez dias e não esqueceram os meus serviços, no entanto, eu o servi por dez anos e você se esqueceu de tudo, no meu primeiro erro.”
O rei percebeu seu erro e ordenou que o servo fosse salvo “.

Dedicado a todos aqueles que se esquecem as coisas boas que uma pessoa fez por eles e assim que a pessoa comete um erro, eles há a condenam.