Amor, Bíblia, ensino

AS SEMENTES DE DEUS

screenshot 3

Entrei numa loja e vi um senhor no balcão. Maravilhado com a beleza do lugar perguntei-lhe:
-Senhor, o que se vende aqui?
-Todos os dons de Deus.
-E custam muito? Perguntei-lhe.
-Não custam nada aqui é tudo de graça.
Contemplei a loja e vi que havia jarros de amor, vidros de fé, pacotes de esperança, caixinhas de salvação, muita sabedoria, fardos de perdão, pacotes grandes de paz e muitos outros dons de Deus. Tomei coragem e perguntei-lhe:
-Por favor, quero o maior jarro de amor de Deus, todos os fardos de perdão, um vidro grande de fé, para mim e para toda a minha família. Então, o senhor preparou tudo e entregou-me um pequenino embrulho que cabia na palma da minha mão Incrédulo, disse-lhe:
-Mas como é possível estar aqui tudo o que eu pedi? Sorrindo, o senhor me respondeu:
-Meu querido irmão, na loja de Deus não vendemos frutos, só sementes. Plante-a

Amor, Gratidão

DANDO TUDO O QUE SE TEM

screenshot
O homem atrás do balcão olhava a rua de forma distraída. Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrine. Os olhos da cor do céu brilhavam quando viu determinado objeto. Entrou na loja e pediu pra ver o colar de turquesa azul.
– É para minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito – Diz ela. O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou:
– Quanto dinheiro você tem? Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós.  Colocou-o sobre o balcão e, feliz, disse:
– Isso dá? Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa.
– Sabe, quero dar esse presente para minha irmã mais velha. Desde que nossa mãe morreu, ela cuida da gente e não tem tempo para ela. È aniversário dela, e tenho certeza de que ela ficará feliz com o colar que é da cor de seus olhos. O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.
– Tome – disse à garota.
– Leve-o com cuidado. Ela saiu feliz, saltitando pela rua abaixo. Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis entrou na loja. Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:
– Este colar foi comprado aqui?
– Sim, senhora.
– E quanto custou?
– Ah! – exclamou o dono da loja.
– O preço de qualquer produto da minha loja é confidencial entre o vendedor e o cliente. A moça continuou:
– Mas minha irmã tinha somente algumas moedas! O colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para paga-lo! O homem tomou o estojo, refez o embrulho com estremo carinho, colocou a fita e o devolveu á jovem.
– Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar: ela deu tudo o que tinha. O silêncio encheu a pequena loja, e duas lágrimas rolaram pela face emocionada da jovem, enquanto suas mãos tomavam o pequeno embrulho.

A verdadeira doação significa dar-se por inteiro, sem restrições. Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura. Seja sempre grato; mas não espere reconhecimento de ninguém. Gratidão com amor não apenas aquece quem recebe, como reconforta que oferece.
Pense nisso…

Exemplo, lição de vida

VENENO PARA SOGRA

veneno

Há muito tempo atrás, uma menina chamada Lili se casou e foi viver com a sogra. Em um tempo muito curto, Lili descobriu que não ia se dar bem com ela. As personalidades delas eram muito diferentes, e Lili foi se enfurecendo com seus hábitos. Meses e meses se passaram, Lili e sua sogra nunca deixaram de discutir e brigar. Segundo a antiga tradição chinesa, Lili tinha que se curvar à sogra e obedecer em tudo o que desejasse. Toda a raiva e infelicidade dentro da casa estavam causando ao pobre marido um grande stress. Finalmente, Lili, não agüentando mais, decidiu tomar uma atitude. Foi ver seu pai, o Sr. Huang, que vendia ervas. Ela lhe contou sobre a situação e pediu que ele lhe desse algum veneno, de forma que ela poderia resolver o problema de uma vez por todas. Sr. Huang pensou e, finalmente, disse: “Eu ajudarei a resolver seu problema, mas você tem que me escutar e obedecer a todas as instruções”. Sr. Huang lhe deu um pacote de ervas. Ele disse: “Você não pode usar de uma só vez, porque isso causaria suspeitas. Vou lhe dá várias ervas que vão lentamente envenenar sua sogra. A cada dois dias, prepare alguma carne,e ponha um pouco destas ervas no prato dela. Para ninguém suspeitar quando ela morrer, você deve ter desde agora muito cuidado e agir carinhosamente com ela. Trate-a como uma rainha”. Lili voltou apressada para casa, pensando em começar a assassinar a sua sogra. Semanas e meses se passaram, e Lili servia comida envenenada à sogra. Ela controlou o seu temperamento, e a tratou como se fosse sua própria mãe. Depois que seis meses tinham passado, a casa inteira tinha mudado. Lili e a sogra estavam se tratando como verdadeiras mãe e filha. Lili voltou a pedir ajuda Sr. Huang: “Por favor, me ajude a evitar que o veneno mate minha sogra! Eu a amo como minha própria mãe”. Ele respondeu: “Eu nunca lhe dei qualquer veneno. As ervas eram vitaminas! O único veneno estava em sua mente e em sua atitude, mas tudo foi jogado fora pelo amor que você deu a ela”.

lição de vida

ILUMINAÇÃO

o_c_o_e_o_osso

Um dia, perguntaram a um grande mestre quem o havia ajudado a atingir a iluminação, e ele respondeu: “um cachorro”.

Os discípulos, surpresos, quiseram saber o que havia acontecido, e o mestre contou:

– Certa vez, eu estava olhando um cachorro, que parecia sedento e se dirigia a uma poça d’água. Quando ele foi beber, viu sua imagem refletida.

O cachorro, então, fez uma cara de assustado, e a imagem o imitou. Ele fez cara de bravo, e a imagem o arremedou. Então, ele fugiu de medo

e ficou observando, distante, durante longo tempo, a água. Quando a sede aumentou, ele voltou, repetiu todo o ritual e fugiu novamente.

Num dado momento, a sede era tanta que o cachorro não resistiu e correu em direção à água, atirou-se nela e saciou sua sede.

Desde esse dia, percebi que, sempre que eu me aproximava de alguém, via minha imagem refletida, fazia cara de bravo e fugia assustado.

E ficava, de longe, sonhando com esse relacionamento que eu queria para mim. Esse cachorro me ensinou que eu precisava entrar em

contato com a minha sede e mergulhar no amor, sem me assustar com as imagens que eu ficava projetando nos outros.

lição de vida

QUEM NÃO PRECISA ?

blo copy

Um dia eu estava na frente de casa lavando meu carro. Vi, descendo a rua, um homem que a sociedade consideraria um mendigo. Pela aparência dele, não tinha carro, nem casa, nem roupa limpa e nem dinheiro. Tem vez que você se sente generoso mas há outras vezes que você não quer nem ser incomodado. Este era um dia do “não quero ser incomodado”.
– Espero que não venha me pedir dinheiro. Pensei.
Não veio. Passou e sentou-se em frente, no meio-fio do ponto de ônibus e não parecia ter dinheiro nem mesmo para andar de ônibus. Após alguns minutos falou:
– É um carro muito bonito.
Sua voz era áspera mas tinha um ar de dignidade em torno dele. Eu agradeci e continuei secando o carro. Ele ficou lá. Quieto, sentado enquanto eu trabalhava. O previsto pedido por dinheiro nunca veio. Enquanto o silêncio entre nós aumentava, uma voz interior me dizia:
– Pergunte-lhe se precisa de alguma ajuda.
Eu tinha certeza que responderia sim mas, atendendo à insistente voz interior…
– Você precisa de ajuda? Perguntei.
Ele respondeu com três simples palavras acompanhadas de um sorriso que me deram uma sacudida.
– Quem não precisa?
Eu precisava de ajuda. Talvez não para a passagem do ônibus ou um lugar para dormir, mas eu precisava de ajuda. Peguei minha carteira e lhe dei dinheiro, não somente o bastante para a passagem do ônibus mas também para conseguir uma refeição e um abrigo. Aquelas três palavras ainda soam verdadeiras. Não importa o quanto você tem, não importa o quanto você realizou, você também precisa de ajuda. Não importa o quão pouco você tem, não importa o quão cheio de problemas você esteja, até mesmo sem dinheiro ou um lugar para dormir, você pode dar ajuda. Mesmo que seja apenas um elogio, você pode dar.
Você nunca sabe quando poderá ver alguém que parece ter tudo mas que, na verdade, está esperando de você algo que não tem.
Talvez o homem fosse apenas um desconhecido desabrigado que vagueia pelas ruas. Talvez fosse mais do que isso. Talvez ele tenha sido enviado por Deus para ensinar à uma alma acomodada em si mesma. Talvez Deus tenha olhado pra baixo, chamado um anjo, vestido-lhe como um mendigo e, a seguir, disse:
– Vá encontrar-se com aquele homem que limpa o carro, ele precisa de ajuda. Eu precisava.

“Quem não precisa?”

Amor, solidariedade

LIÇÃO DE BONDADE

 

dgz21jsazzjom50v5p1xjg144

Aquele moço seguia todos os dias pelo mesmo caminho. Em suas viagens diárias do subúrbio, onde morava, ao centro da cidade, onde trabalhava, o trem sempre passava por um viaduto de onde se podia ver o interior de alguns apartamentos no prédio localizado em nível inferior.

Naquele lugar o trem diminuía a velocidade e por isso o rapaz podia observar através da janela de um dos apartamentos, uma senhora idosa deitada sobre a cama. Ele via aquela cena há mais de um mês. A senhora certamente convalescia de alguma enfermidade, era o que ele pensava.

O jovem teve pena dela e desejou vê-la restabelecida.

Num domingo, achando-se casualmente naquelas imediações, cedeu a um impulso sentimental e foi até o prédio onde a senhora morava.

Perguntou ao porteiro o nome da anciã e depois lhe enviou um cartão com votos de restabelecimento, assinando apenas: “Um rapaz que passa diariamente de trem.”

Dali a uma semana mais ou menos, a caminho de casa no trem, o jovem olhou como sempre, para a janela. No quarto não havia ninguém e a cama estava cuidadosamente arrumada.

No parapeito da janela, porém, estava afixado um pequeno cartaz escrito à mão e iluminado por uma lâmpada de cabeceira. Mostrava apenas uma frase singela de gratidão, dizendo: “Deus o abençoe”

Aquele jovem do trem não tinha outra intenção a não ser ajudar anonimamente a uma pessoa desconhecida, atendendo a um apelo do seu coração generoso. E é por essas e outras razões que vale a pena acreditar que ainda encontramos pessoas boas no mundo.

Um gesto de solidariedade não custa nada, não tem contra-indicação e está ao alcance de todos.

lição de vida, Sabedoria

LENDA SIOUX

 

IF

Conta uma velha lenda dos índios Sioux, que uma vez, Touro Bravo, o mais valente e honrado de todos os jovens guerreiros, e Nuvem Azul, a filha do cacique, uma das mais formosas mulheres da tribo, chegaram de mãos dadas, até a tenda do ancião da tribo …
– Nós nos amamos… e vamos nos casar – disse o jovem.
– E nos amamos tanto que queremos um conselho ou alguma coisa que nos garanta que poderemos ficar sempre juntos… que nos assegure que estaremos um ao lado do outro até encontrarmos a morte. Há algo que possamos fazer?
E o velho emocionado ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse:
– Tem uma coisa a ser feita, mas é uma tarefa muito difícil e sacrificada…
Tu, Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte dessa aldeia, e apenas com uma rede e tuas mãos, deves caçar o falcão mais vigoroso do monte e traze-lo aqui com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia.
E tu, Touro Bravo – continuou o ancião – deves escalar a montanha do trono, e lá em cima, encontrarás a mais brava de todas as águias, e somente com as tuas mãos e uma rede, deverás apanhá-la trazendo-a para mim, viva!
Os jovens abraçaram-se com ternura, e logo partiram para cumprir a missão recomendada… no dia estabelecido, à frente da tenda do ancião, os dois esperavam com as aves dentro de um saco.
O velho pediu, que com cuidado as tirassem dos sacos… e viu eram verdadeiramente formosos exemplares…
– E agora o que faremos? – perguntou o jovem – as matamos e depois bebemos a honra de seu sangue?
Ou cozinhamos e depois comemos o valor da sua carne? – propôs a jovem.
– Não! – disse o ancião, apanhem as aves, e amarrem-nas entre si pelas patas com essas fitas de couro… quando as tiverem amarradas, soltem-nas, para que voem livres…
O guerreiro e a jovem fizeram o que lhes foi ordenado, e soltaram os pássaros… a águia e o falcão, tentaram voar mas apenas conseguiram saltar pelo terreno. Minutos depois, irritadas pela incapacidade do voo, as aves arremessavam-se entre si, bicando-se até se machucar.

E o velho disse:

– Jamais esqueçam o que estão vendo… este é o meu conselho. Vocês são como a águia e o falcão… se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se, como também, cedo ou tarde, começarão a machucar-se um ao outro… Se quiserem que o amor entre vocês perdure…Voem juntos mas jamais amarrados”.

Amor

O PÃO

foto-pao-hotmix

Um casal de idosos comemora suas Bodas de Ouro após longos anos de matrimonio.Enquanto tomavam juntos o café da manhã a esposa pensou “por cinquenta anos tenho sempre sido atenciosa para com meu esposo e sempre lhe dei a parte crocante de cima do pão. Hoje desejo, finalmente, degustar eu mesma essa gostosura”. Ela espalhou manteiga na parte de cima do pão e deu ao marido a outra metade. Ao contrário do que ela esperava, ele ficou muito satisfeito, beijou sua mão e disse “minha querida, tu acabas de me dar a maior alegria do dia. Por mais de cinquenta anos eu não comi a parte de baixo do pão, que é minha preferida. Sempre pensei que eras tu que deverias tê-la, já que tanto a aprecias”.