Orientação

QUAL É O NOSSO PROBLEMA?

pulgas

Muitas empresas caíram e caem na armadilha das mudanças drásticas de coisas que não precisam de alteração, apenas aprimoramento. O que lembra a história de duas pulgas.

Duas pulgas estavam conversando e então uma comentou com a outra:

– Sabe qual é o nosso problema? Nós não voamos, só sabemos saltar. Daí nossa chance de sobrevivência quando somos percebidas pelo cachorro é zero. É por isso que existem muito mais moscas do que pulgas.

E elas contrataram uma mosca como consultora, entraram num programa de reengenharia de vôo e saíram voando. Passado algum tempo, a primeira pulga falou para a outra:

– Quer saber? Voar não é o suficiente, porque ficamos grudadas ao corpo do cachorro e nosso tempo de reação é bem menor do que a velocidade da coçada dele. Temos de aprender a fazer como as abelhas, que sugam o néctar e levantam vôo rapidamente.

E elas contrataram o serviço de consultoria de uma abelha, que lhes ensinou a técnica do chega-suga-voa. Funcionou, mas não resolveu. A primeira pulga explicou por quê:

– Nossa bolsa para armazenar sangue é pequena, por isso temos de ficar muito tempo sugando. Escapar, a gente até escapa, mas não estamos nos alimentando direito. Temos de aprender como os pernilongos fazem para se alimentar com aquela rapidez.

E um pernilongo lhes prestou uma consultoria para incrementar o tamanho do abdômen. Resolvido, mas por poucos minutos. Como tinham ficado maiores, a aproximação delas era facilmente percebida pelo cachorro, e elas eram espantadas antes mesmo de pousar. Foi aí que encontraram uma saltitante pulguinha:

– Ué, vocês estão enormes! Fizeram plástica?

– Não, reengenharia. Agora somos pulgas adaptadas aos desafios do século XXI. Voamos, picamos e podemos armazenar mais alimento.

– E por que é que estão com cara de famintas?

– Isso é temporário. Já estamos fazendo consultoria com um morcego, que vai nos ensinar a técnica do radar. E você?

– Ah, eu vou bem, obrigada. Forte e sadia.

Era verdade. A pulguinha estava viçosa e bem alimentada. Mas as pulgonas não quiseram dar a pata a torcer:

– Mas você não está preocupada com o futuro? Não pensou em uma reengenharia?

– Quem disse que não? Contratei uma lesma como consultora.

– O que as lesmas têm a ver com pulgas?

– Tudo. Eu tinha o mesmo problema que vocês duas. Mas, em vez de dizer para a lesma o que eu queria, deixei que ela avaliasse a situação e me sugerisse a melhor solução. E ela passou três dias ali, quietinha, só observando o cachorro e então ela me deu o diagnóstico.

– E o que a lesma sugeriu fazer?

– “Não mude nada. Apenas sente no cocuruto do cachorro. É o único lugar que a pata dele não alcança”.

MORAL: Você não precisa de uma reengenharia radical para ser mais eficiente. Muitas vezes, a GRANDE MUDANÇA é uma simples questão de reposicionamento.

(Texto atribuído a Max Gehringer.)

felicidade, lição de vida, Mensagem, Orientação

Lei do caminhão de lixo

Um dia peguei um táxi para o aeroporto.
Estávamos na faixa certa quando um carro preto saiu de repente
do estacionamento direto na nossa frente.
O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em
outro carro, foi mesmo por um triz!
O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para
nós nervosamente.
Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de
positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.
Indignado lhe perguntei: ‘Porque você fez isto? Este cara quase
arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital?!?!’
Foi quando o motorista do táxi me ensinou o que eu agora chamo de “A
Lei do Caminhão de Lixo.”
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.
Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva,
traumas e desapontamento.
À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar
para descarregar e às vezes descarregam sobre a gente.
Nunca tome isso como pessoal. Isto não é problema seu! É dele!
Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.
Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas
no trabalho, EM CASA, ou nas ruas.
Fique tranquilo… respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.
O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de
lixo estragar o seu dia.
A vida é muito curta, não leve lixo com você!
Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas
pessoais, ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.
A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da
maneira como você a recebe!
lembre-se:

LIVRE-SE DOS LIXOS!

ensino, lição de vida, Orientação

Aprendiz da Vida

Aprendiz da Vida!

(Ela pinta eu mancho)

Um dia desses,  na sala de espera de um consultório médico, percebi,
solta entre as revistas, uma folha de papel.

 

A curiosidade fez com que a tomasse
para ler o conteúdo.

Era uma bela mensagem
que alguém havia escrito.
O título, interessante e curioso:
“Aprendi”…
e dizia o seguinte

 

Aprendi

 

que eu não posso exigir
o amor de ninguém,
posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e
ter paciência, para que a vida
faça o resto

 

Aprendi

 

que não importa o quanto
certas coisas sejam importantes
para mim,
tem gente que não dá a mínima
e eu jamais
conseguirei convencê-las

 

Aprendi

 

que posso passar anos
construindo
uma verdade
e destruí-la
em apenas alguns segundos

 

Aprendi

 

que posso usar meu charme
por apenas 5 minutos…
depois disso, preciso saber
do que estou falando

 

Eu aprendi


Que posso fazer algo
em um minuto
e ter que responder por isso
o resto da vida

 

Aprendi

 

que por mais
que se corte um pão,
cada  fatia
continua tendo duas faces…
e o mesmo vale para tudo
o que cortamos em nosso caminho

 

Aprendi

 

Que vai demorar muito
para me transformar
na pessoa que quero ser…
e devo ter paciência

 

Mas, aprendi também,

 

que posso ir
além dos limites
que eu próprio coloquei

 

Aprendi

 

que preciso escolher
entre
controlar meus pensamentos
ou ser controlado por eles

 

Aprendi

 

Que os heróis são pessoas
que fazem  o  que devem fazer “naquele” momento, independentemente
do medo que sentem.

 

Aprendi

 

que perdoar exige muita prática
e que há muita gente
que gosta de mim,
mas não consegue
demonstrá-lo

 

Aprendi

 

Que nos momentos mais difíceis,
a ajuda veio justamente
daquela pessoa
que eu achava
que iria tentar piorar as coisas

 

Aprendi

 

que posso ficar furioso.
Tenho direito de me irritar,
mas não tenho o direito
de ser cruel.

 

Aprendi

 

e  repasso ao mundo,
que jamais posso
dizer a uma criança que seus SONHOS SÃO IMPOSSÍVEIS,
pois seria uma tragédia
para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso

 

Eu aprendi

 

que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando…
E que eu tenho que
me acostumar  com isso

 

Aprendi

 

que não é o bastante
ser perdoado pelos outros…
eu preciso me perdoar primeiro

 

Aprendi  que

 

não importa
o quanto meu coração esteja sofrendo,
o mundo não vai parar
por causa disso

 

Eu aprendi…

 

Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis
pelo que eu sou,
mas não pelas escolhas
que eu faço quando adulto

 

Aprendi que

 

numa briga, eu preciso escolher de que lado estou,
mesmo quando
não quero me envolver.

 

Aprendi

 

que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem;
e quando duas pessoas
não discutem,
não significa que elas se amem

 

Aprendi que

 

por mais que eu queira
proteger os meus filhos,
eles vão se machucar
e eu também.
Isso faz parte da vida

 

Aprendi

 

que a minha existência
pode mudar para sempre,
em poucas horas,
por causa de gente que eu
nunca vi antes

 

Aprendi

 

também que diplomas na parede
não me fazem
mais respeitável
nem mais sábio

 

Aprendi

 

que as palavras de amor
perdem o sentido,
quando usadas sem critério

 

Aprendi

 

que amigos
não são apenas
para guardar no fundo do peito,
mas para mostrar
que são amigos

 

Aprendi

 

que certas pessoas
vão embora da nossa vida
de qualquer maneira,
mesmo que desejemos
retê-las para sempre

 

Aprendi, afinal,

 

que é difícil
traçar uma linha
entre ser gentil,
não ferir as pessoas,
e saber lutar
pelas coisas em que acredito

 

Com essa folha de papel

 

eu aprendi

 

que ainda tenho muito
a aprender em minha vida

 

Com todo meu carinho para  vocês, que continuam me ensinando  como viver.

A Vida é uma obra de arte!