Deus, Mensagem, Orientação, reflexão

HOJE O MUNDO CHORA


As ruas estão ficando vazias…
Não sabemos se estamos diante de uma arma biológica.
Não sabemos se algum país arquitetou esse caos em benefício próprio.
Ninguém sabe se é consequência da própria intervenção do homem na natureza.
Alguns até dizem ser punição de Deus.
Outros falam sobre teoria da conspiração.
Uns são otimistas, outros não.
Outros dizem que estamos vivendo o apocalipse.
Há, todavia, uma verdade incontestável:
O MUNDO PAROU.
Independentemente das diferentes formas de pensamento,
Esta pausa de Deus veio em tempo oportuno.
A humanidade está desenfreadamente enlouquecida.
O homem não tem tempo para refletir sobre si mesmo nem olhar para o outro, não tem tempo para amar sua família.
Esta oportunidade é para colocarmos a própria vida em ordem.
Rever conceitos, valores e ressignificar a nossa própria existência…
Este silêncio oportuno é CURATIVO.
As ruas estão ficando vazias.
As estradas, os bares, os templos, as escolas, as universidades, os aeroportos estão parando…
E há certamente, para quem está atento, um silêncio no céu.
Algo profundamente espiritual está acontecendo e poucos conseguem perceber.
Este é um silêncio de reverência.
Deus está falando.
A dor fala.
É tempo de endireitarmos as nossas veredas.
Muitos estão morrendo pela COVID-19.
Mas há outros vírus muito piores matando milhares de pessoas todos os dias.
A fome.
A injustiça.
A ambição.
A omissão.
Talvez este momento também seja um “golpe” que Deus nos proporcionou para olharmos mais pelos nossos velhinhos, pela nossa família, às vezes “falida” de amor, olhar mais pelo próximo…
Pensemos!!!
Que cada um possa fazer do caos deste momento uma reflexão dos seus atos e de sua vida…
Vamos dobrar nossos joelhos e pedir a Deus compaixão pelo mundo!!!

AUTOR DESCONHECIDO
(copiado do Blog do Bispo Edir Macedo – https://www.universal.org/bispo-macedo/post/hoje-o-mundo-chora/)

Motivacional, Orientação

Pedras no caminho – Texto: Karem Cardim

Uma das decisões mais importantes da nossa vida
é escolher um caminho para seguir
esse caminho dirá muito do futuro que queremos
e dos sonhos e objetivos que planejamos
mas a verdade é que em um momento ou outro
todos encontraremos uma pedra no meio do caminho
e sabe os problemas não são as pedras que encontramos, não!
Para Moisés as pedras foram um papel perfeito
para Deus escrever os seus mandamentos (Êxodo 31:18)
para Davi pedras foram as armas que derrubou o seu gigante (I Samuel 17:49)
para Gideão pedras foram necessárias para reedificar um altar (Juizes 6)
para Jacó uma pedra se tornou um travesseiro para o seu descanso (Genesis 28:11)
para a mulher adultera as pedras no chão foram o maior livramento para sua vida (João 8)
o problema está naquilo que deixamos o que essas pedras gerem dentro de nós
você consegue entender?
As pedras podem destruir sim! Mas nas mãos de quem é disposto e tem visão
são instrumentos para reconstrução de algo ainda mais bonito e forte
pedras podem fazer cair sim! Mas nos olhos de quem é sincero e arrependido
sempre serão motivos para se levantar mais uma vez
pedra ferem e machucam sim! Mas no caminho de quem entende o propósito pelo qual está vivendo
são marcas de um sofrimento que não foi maior e nem mais forte do que o amor
por quem está esperando no final do caminho, JESUS CRISTO.
se permitimos elas irão nos derrubar sim, mas sabe elas passam,
ainda podemos levantar e reedificar o altar que se quebrou
pedras não param ninguém, apenas quem já queria um motivo para parar
talvez se reagirmos de uma forma diferente elas não destruiriam tanto
elas não seriam quedas todas as vezes, elas não seriam feridas por tanto tempo
elas seriam vertígios de um caminho que nos tornou muito mais resistentes, firmes e constantes
JESUS nos ensina que a casa que está edificada sobre a rocha não será abalada (Mateus 7:25)
ou seja não é derrubar ou construir a casa, não!
A rocha está lá para que a casa seja levantada e construída sobre ela
o nosso erro está em usar como desculpa para permanecer no chão
aquilo que DEUS permite que aquilo que está no meio do caminho para nos ensinar como caminhar
e a verdade é essa cada pedra no meio do caminho nos ensina a caminhar melhor
sabe, a pedra que tapou o sepulcro?, para muitos significou o fim
mas para CRISTO e aqueles que creem Nele foi a porta que se abriu
para a reconciliação entre o nosso DEUS e quem nós somos
lapide suas pedras pode existir um tesouro escondido em cada uma delas!

lição de vida, Orientação, reflexão, Valor

A lição do cachorro

Sendo um veterinário, fui chamado para examinar um cão de 13 anos de idade, chamado Batuta.
A família esperava por um milagre.
Examinei Batuta e descobri que ele estava morrendo de câncer e que eu não poderia fazer nada…
Batuta foi cercado pela família. O menino, Pedro, parecia tão calmo, acariciando o cão pela última vez, e eu me perguntava se ele entendia o que estava acontecendo.
Em poucos minutos, Batuta caiu pacificamente dormindo para nunca mais acordar.
O garotinho parecia aceitar sem dificuldade. Ouvi a mãe se perguntando,
-Por que a vida dos cães é mais curta do que a dos seres humanos?…
Pedro disse: “Eu sei por quê.”
A explicação do menino mudou minha maneira de ver a vida.
Ele disse:
-”A gente vem ao mundo para aprender a viver uma boa vida, como amar aos outros o tempo todo e ser boa pessoa, né? Como os cães já nascem sabendo fazer tudo isso, eles não têm que viver por tanto tempo como nós.” Entendeu?

O moral da história é:

Se um cão fosse seu professor, você aprenderia coisas como:

🐶 Quando teus entes queridos chegarem em casa, sempre corra para cumprimentá-los.

🐶 Nunca deixe passar uma oportunidade de ir passear.

🐶 Permita que a experiência do ar fresco e do vento no seu rosto seja de puro êxtase!

🐶 Tire cochilos.

🐶 Alongue-se antes de se levantar.

🐶 Corra, salte e brinque diariamente.

🐶 Melhore a sua atenção e deixe as pessoas te tocarem.

🐶 Evite “morder” quando apenas um “rosnado” seria suficiente.

🐶 Em um clima muito quente, beba muita água e deite-se na sombra de uma árvore frondosa.

🐶 _Quando você estiver feliz, dance movendo todo o seu corpo.

🐶 Delicie-se com a simples alegria de uma longa caminhada.

🐶 Seja fiel.

🐶 Nunca pretenda ser algo que não é.

🐶 Se o que você quer, está “enterrado”… cave até encontrar.

E nunca se esqueça:
“Quando alguém tiver num mal dia, fique em silêncio, sente-se próximo e suavemente faça-o sentir que você está ali..”

Conto, leoes, Livramento, Orientação

Por que Daniel foi lançado na cova dos leões?

Por que Daniel foi lançado na cova dos leões?

Um dos mais belos exemplos do poder da fé na Bíblia também nos traz uma amostra do que pode acontecer quando a maioria que é do mal arquiteta contra a minoria que é do bem. A história está relatada no sexto capítulo do livro de Daniel, na Bíblia. A situação de Daniel na Babilônia era a seguinte:

O rei Dario estabeleceu três presidentes sobre a Babilônia, dos quais Daniel era um. E cento e vinte príncipes prestavam contas aos três. Porém, Daniel se destacou dentre todos eles por ter um espírito excelente — e obviamente por ser um homem justo e de Deus. Por isso, o rei Dario pensava em promover Daniel sobre todos os demais, abaixo apenas do trono. Ao tomarem conhecimento disso, aqueles outros presidentes se uniram aos príncipes para encontrar um meio de se livrarem de Daniel.

Daniel não fez nenhum mal nem praticou nenhum crime. Por que então queriam se livrar dele? É simples: porque a presença de uma pessoa do bem em um posto de autoridade impede o avanço dos projetos do mal

A estratégia foi fazer uma ARMAÇÃO, uma TRAMOIA contra Daniel através de uma lei que atingisse a sua fé. Bolaram uma lei que determinava: qualquer um que, no espaço de trinta dias, fizer uma petição a qualquer deus, senão ao rei, seria lançado na cova dos leões. Eles, todos juntos, venderam esta ideia ao rei como algo que fortaleceria sua imagem e seu governo — mas, na verdade, a intenção era se livrar de Daniel.

Muitas leis ainda hoje são feitas com aparência de fazer o bem, mas o objetivo de seus criadores é neutralizar os que promovem os valores de Deus e da família.

O rei assinou o decreto. E dito e feito: passado alguns dias, os inimigos de Daniel foram até sua casa espreitá-lo e o flagraram orando a Deus. Então, pressionaram o rei para lançá-lo na cova dos leões, o qual “ficou muito penalizado, e a favor de Daniel propôs dentro do seu coração livrá-lo; e até ao pôr do sol trabalhou para salvá-lo.” (v.14) Mas nada mais podia ser feito. Nem o rei pôde livrá-lo. Uma vez uma lei sendo aprovada, só resta obedecer a ela.

Não é a ação dos maus que destrói o mundo, e sim a falta de atitude dos bons.

Com um anel em seu dedo, o rei Dario selou a sentença de Daniel (v.17). Com o seu dedo no dia 7 de outubro, você poderá impedir o avanço dos projetos do mal.

Bispo Renato Cardoso – http://bit.ly/danielnacovadosleoes

Mensagem, Opinião, Orientação

Insubstituível

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua
equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça:
“ninguém é insubstituível” .
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.
Ninguém ousa falar nada.
De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o
atrevido:
– Alguma pergunta?
– Tenho sim.
-E Beethoven ?
– Como? – o encara o diretor confuso.
– O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?
Silêncio…..
O funcionário fala então:
– Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço
e achei muito pertinente falar sobre isso.
Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no
fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da
organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no
lugar.
Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank
Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os
Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Neymar? Albert Einstein?
Picasso? Zico? etc…
Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que
sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são
sim insubstituíveis.
Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado
para alguma coisa.
Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e
começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando
no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar
seus ‘erros/ deficiências’ .
Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era
instável , Caymmi preguiçoso , Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico …
O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de
arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus
talentos.
Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e
voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro.
Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.
Se seu gerente/coordenador , ainda está focado em ‘melhorar as
fraquezas’ de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/
técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert
Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na
gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.
Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios
seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens
nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.
Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões ‘foi pra outras
moradas’. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou
mais ou menos assim: “Estamos todos muito tristes com a ‘partida’ de
nosso irmão Zacarias… e hoje, para substituí-lo, chamamos:… .
Ninguém … pois nosso Zaca é insubstituível”
Portanto nunca esqueça: Você é um talento único… com toda certeza
ninguém te substituirá!
“Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo…, mas posso
fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer
o pouco que posso.”
“No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é…,
e outras…, que vão te odiar pelo mesmo motivo…, acostume-se a
isso…, com muita paz de espírito. ..”.
É bom para refletir e se valorizar!

Um bom dia pra você…  INSUBSTITUÍVEL!!!

Jesus te abençoe.

Orientação

Basta soltar o cavalo

Um cavalo estava amarrado a uma árvore.
Um demônio veio e o soltou.
O cavalo entrou na horta de camponeses vizinhos e começou a comer tudo.
A mulher do dono da horta, quando viu aquilo, pegou o rifle matou o cavalo.
O dono do cavalo viu o cavalo morto, ficou enraivecido e também pegou seu rifle e atirou contra a mulher.
Ao voltar para casa, o camponês encontrou a mulher morta e matou o dono do cavalo.
Os filhos do dono do cavalo, ao ver o pai morto, queimaram a fazenda do camponês.
O camponês, em represália, os matou.
Aí perguntaram ao demônio o que ele havia feito e ele respondeu:
– “Não fiz nada, só soltei o cavalo”.
Viu? O diabo faz coisas simples …
porque sabe que se o nosso coração está sujo a nossa maldade faz o resto.
Por isso vamos pensar antes de fazer algo vingativo, mandar indiretas, desejar ou maquinar o mal contra nossos irmãos!
Vamos cuidar do nosso coração.
porque pro Demônio basta só “soltar o cavalo”.

ensino, Orientação, Reconhecimento

A primeira ovelha

Bom dia, D. Cris!

Ouvindo  a palavra amiga do Bispo Macedo sobre a oferta de Abel, uma palavra ficava sempre na minha cabeça: “a primeira ovelha”. Ele agradou tanto a Deus com a entrega da primeira ovelha, que eu quis saber “a importância dela”, para que eu também pudesse fazer o mesmo que Abel. Me lembrei então de uma família, a qual seu entes são membros da Universal de Nazareth, cujo o pai era um pastor de ovelhas, procurei-os, e divido com a senhora as informações que me passaram.

A primeira ovelha é a que dá origem a todo o rebanho, ela os gera, os alimenta com seu leite, os cria, os lidera. Um pastor que tem a primeira ovelha bem domada, não tem trabalho em pastorear o rebanho, pois ele a conduz, e ela lidera todo o resto. O rebanho segue a primeira ovelha.

Se pegarmos uma pequena, não há muita perda, pois ela ainda não tem nada a oferecer, não tem carne, não tem gordura, não tem lã, não pode procriar.

Já a primeira ovelha não! Ela tem muita carne, muita gordura, muita lã, muito leite, possibilidade de continuar gerando e aumentando o seu rebanho, fora que, se tirá-la, todo o resto do rebanho se perde, pois se sente confuso, sem referência.

Muito forte, não é mesmo?

Com carinho,
Josi

ensino, Motivacional, Orientação

SAM WALTON

atraindo-clientes

Anos atrás, Sam Walton, fundador da maior rede de varejo do mundo, a Wal-Mart, abriu um programa de treinamento para seus funcionários, com muita sabedoria. Quando todos esperavam uma palestra sobre vendas ou atendimento, ele iniciou com as seguintes palavras:
“Eu sou o homem que vai a um restaurante, senta-se à mesa e espera pacientemente, enquanto o garçom faz tudo, menos anotar o meu pedido.
Eu sou o homem que vai a uma loja e espera calado, enquanto os vendedores terminam suas conversas particulares.
Eu sou o homem que entra num posto de gasolina e nunca usa a buzina, mas espera pacientemente que o empregado termine a leitura do seu jornal.
Eu sou o homem que explica sua desesperada urgência por uma peça, mas não reclama quando a recebe somente após três semanas de espera.
Eu sou o homem que, quando entra num estabelecimento comercial, parece estar pedindo um favor, implorando por um sorriso ou esperando apenas ser notado.
Você deve estar pensando que sou uma pessoa quieta, paciente, do tipo que nunca cria problemas… Engana-se.
Sabe quem eu sou? Eu sou o cliente que nunca mais volta!
Divirto-me vendo milhões sendo gastos todos os anos em anúncios de toda ordem, para levar-me de novo à sua empresa, sendo que quando fui lá pela primeira vez, tudo o que deveriam ter feito era apenas uma pequena gentileza, simples e barata: tratar-me com um pouco mais de cortesia.
Só existe um chefe: O CLIENTE. E ele pode demitir todas as pessoas da empresa, do presidente ao faxineiro, simplesmente levando o seu dinheiro para gastar em outro lugar.”

ensino, Orientação, Vida

PRIORIDADES NA VIDA

vaso_cone

 

Um mestre foi questionado por seu discípulo sobre a real importância das coisas. Ao invés de responder-lhe a pergunta, pediu ao discípulo que pegasse um vaso de boca larga e colocasse algumas pedras grandes dentro dele.

Assim feito, o mestre perguntou ao discípulo:

– O vaso está cheio?

– Sim – respondeu o discípulo.

Então, o mestre pediu ao discípulo que colocasse um monte de pedregulhos dentro do vaso.

– E agora, está cheio?

– Sim.

Novamente o mestre pediu ao discípulo que colocasse areia dentro do vaso.

– E agora, está cheio?

– Sim.

Então, o mestre pediu ao discípulo que colocasse água dentro do vaso.

Nesse ponto o discípulo prontamente disse:

– Entendi mestre. A real importância das coisas está na forma como as armazenamos.

O mestre respondeu:

– Não. O vaso só pode ser cheio desta forma porque as grandes coisas foram colocadas primeiro, depois as menores, e assim por diante. Assim também é a vida. Priorize sua vida com as coisas que realmente são grandes e importantes, como a sua família, seus amigos e seu desenvolvimento pessoal e profissional; depois priorize as menores. Se você tivesse começado a encher o vaso com pedregulhos, as pedras grandes jamais caberiam nele. Assim também, se você se ocupar apenas com as coisas pequenas, as grandes não terão espaço.