Mensagem, Opinião, reflexão

Quarentena

A quarentena é certo? É!
A quarentena é errado? É!
Bolsonaro está certo? Está!
Bolsonaro está errado? Está!
É fácil defender a quarentena em uma casa confortável, com TV, PC, armário cheio, sabendo que se não trabalhar vai haver salário.

É difícil defender quarentena quando o armário já está vazio e que se não trabalhar não tem salário, trabalha de manhã pra comer de noite e o filho tá pedindo iogurte.
Os médicos veem o lado da saúde: quarentena.
Os economistas veem como manter os insumos para os médicos: economia.
Os líderes veem a moral e o bem estar emocional: calma, é só uma gripe ( para 80, 90% que pega).
A mídia ver o interesse de quem paga: histeria, distorções, pânico.
Cabe a nós o bom senso, a honestidade e o apartidarismo.
Opiniões rasas no conforto é fácil. Entender que NENHUMA ação tomada vai ser simples, é difícil.
Temos que pensar que toda decisão tem pontos positivos e negativos.
Não seja simplista.
Não adianta falar que tem que seguir a quarentena a todo custo, e não falar sobre os danos pós quarentena onde vai morrer gente por falta de dinheiro pra saúde em geral, aumento da criminalidade, de fome, de depressão e suicídio
Em poucos dias os serviços essenciais não terao condições de continuar a funcionar sem os nao essenciais.
A empresa que produz álcool em gel precisa da empresa de plástico que produz a garrafinha.
Sabe os delivery? Jajá vão precisar das embalagens de papelão.
Caminhoneiros com materiais de hospitais precisam de restaurantes, oficinas, borracharias.
E todas esses empresas precisam de outras…
Tem que haver prevenção aos grupos de risco e tem que haver o andar da economia.
Uma coisa depende da outra.
Ou chegamos ao concenso ou vamos igualmente sucumbir..
Não sei quem é o autor, mas achei válido!!
Conto, Humor, Opinião

Nevou no Rio de Janeiro…

Nevou no Rio de Janeiro, pela primeira vez na história!!!

8:00 Eu fiz um boneco de neve.

8:10 Uma feminista passou e me perguntou porque eu não fiz uma mulher de neve.

8:15 Eu fiz uma mulher de neve.

8:17 Minha vizinha feminista reclamou do perfil voluptuoso da mulher da neve dizendo que ela ofende as mulheres da neve em todos os lugares.

8:20 O casal gay que mora nas proximidades teve um ataque de raiva e
protestou, porque poderiam ter sido dois homens de neve.

8:22 Um transgênero da outra rua me perguntou por que não fazia um boneco com partes removíveis.

8:25 Os veganos no final da rua se queixaram do nariz de cenoura, já
que os vegetais são comida e não para decorar bonecos da neve.

8:31 O cavalheiro muçulmano do outro lado da rua exige aos berros que a mulher da neve use uma burca.

8:40 A polícia chega dizendo que há uma denúncia anônima contra mim, de alguém que foi ofendido pelo meu racismo e discriminação, porque os bonecos são brancos.

8:42 A vizinha feminista reclamou novamente que a vassoura da mulher
da neve deveria ser removida porque ela representa as mulheres em um papel doméstico de submissão.

8:43 Um promotor chegou e ameaçou me processar se eu não pedisse desculpas públicas pelo maldito boneco de neve.

8:45 A equipe de jornalismo da TV apareceu. Eles me perguntam se eu sei
a diferença entre bonecos de neve e mulheres de neve. Eu respondo: as
“bolas de neve” e agora elas me chamam de sexista.

9:00 Estou no noticiário como um suspeito, terrorista, racista,
delinquente, com tendências homofóbicas, determinado a causar
problemas durante o mau tempo. Estou passando por tudo isso por causa
dos malditos bonecos de neve!!

9:05 Quem mandou fazer a droga dos bonecos de neve?… Estão me perguntando se eu tenho um cúmplice. Ou se alguma organização me incentivou a fazer os bonecos, nas redes sociais.

9:29 Os manifestantes da extrema esquerda e da extrema direita,
ofendidos por tudo, estão marchando pelas ruas exigindo que me
decapitem.

9:32 Os neonazistas marcham em frente à minha casa acusando-me de ser comunista.

9:35 Os comunistas me chamam de fascista.

9:35 As feministas me xingam e pintam a fachada da minha casa com a palavra “machista”.

9:45 Os evangélicos me acusam de querer usurpar o lugar de Deus, por criar um homem e uma mulher de neve, e querem me exorcizar, dizendo que eu realizei um ritual pagão.

9:55 Organizações ambientais me acusam de poluir a neve.

Moral da história: não há. É apenas o mundo em que vivemos hoje – e vai piorar. O que foi aqui narrado pode ocorrer, e algumas coisas já estão acontecendo. De tudo isso, a coisa mais difícil de acontecer é… neve no Rio de Janeiro

Conto, Humor, Opinião

Pela primeira vez na história

pintura-tecido-bonrco-de-neve.jpg

Nevou em Maraú (Bahia), pela primeira vez na história! ☃

8:00 Eu fiz um boneco de neve.

8:10 Uma feminista passou e me perguntou porque eu não fiz uma mulher de neve.

8:15 Eu fiz uma mulher de neve.

8:17 Minha vizinha feminista reclamou do perfil voluptuoso de mulher da neve dizendo que ela ofende as mulheres de neve em todos os lugares.

8:20 O casal gay que mora nas proximidades teve um ataque de raiva e protestou, porque poderiam ter sido dois homens de neve.

8:22 Um transgênero da outra rua me perguntou por que não fazia um boneco com partes removíveis.

8:25 Os veganos no final da rua se queixaram do nariz de cenoura, já que os vegetais são comida e não para decorar bonecos de neve.

8:31 O cavalheiro muçulmano do outro lado da rua exige aos berros que a mulher de neve use uma burca.

8:40 A polícia chega dizendo que há uma denúncia anônima contra mim, de alguém que foi ofendido pelo meu racismo e discriminação, porque os bonecos são brancos.

8:42 A vizinha feminista reclamou novamente que a vassoura da mulher de neve deveria ser removida porque ela representa as mulheres em um papel doméstico de submissão.

8:43 Um promotor chegou e ameaçou me processar se eu não pedisse desculpas públicas pelo maldito boneco de neve.

8:45 A equipe de jornalismo da TV apareceu. Eles me perguntam se eu sei a diferença entre bonecos de neve e mulheres de neve. Eu respondo: as “bolas de neve” e agora elas me chamam de sexista.

9:00 Estou no noticiário como um suspeito, terrorista, racista, delinquente, com tendências homofóbicas, determinado a causar problemas durante o mau tempo. Estou passando por tudo isso por causa dos malditos bonecos de neve!!

9:05 Quem mandou fazer a porcaria dos bonecos de neve?… Estão me perguntando se eu tenho um cúmplice. Ou se alguma organização me incentivou a fazer os bonecos, nas redes sociais.

9:29 Os manifestantes da extrema esquerda e da extrema direita, ofendidos por tudo, estão marchando pelas ruas exigindo que me decapitem.

9:32 Os comunistas marcham em frente à minha casa acusando-me de ser neonazista.

9:35 As feministas me xingam e pintam a fachada da minha casa com a palavra “machista”.

9:45 Os evangélicos me acusam de querer usurpar o lugar de Deus, por criar um homem e uma mulher de neve, e querem me exorcizar, dizendo que eu realizei um ritual pagão.

9:55 Organizações ambientais me acusam de poluir a neve.

Moral da história: não há
É apenas o mundo em que vivemos hoje e vai piorar.
O que foi aqui narrado pode ocorrer,
e algumas coisas já estão acontecendo.
De tudo isso, a coisa mais difícil de acontecer
é nevar em Maraú.

Estou pensando… e você?

Mensagem, Opinião, Orientação

Insubstituível

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua
equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça:
“ninguém é insubstituível” .
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.
Ninguém ousa falar nada.
De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o
atrevido:
– Alguma pergunta?
– Tenho sim.
-E Beethoven ?
– Como? – o encara o diretor confuso.
– O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?
Silêncio…..
O funcionário fala então:
– Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço
e achei muito pertinente falar sobre isso.
Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no
fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da
organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no
lugar.
Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank
Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os
Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Neymar? Albert Einstein?
Picasso? Zico? etc…
Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que
sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são
sim insubstituíveis.
Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado
para alguma coisa.
Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e
começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando
no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar
seus ‘erros/ deficiências’ .
Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era
instável , Caymmi preguiçoso , Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico …
O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de
arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus
talentos.
Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e
voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro.
Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.
Se seu gerente/coordenador , ainda está focado em ‘melhorar as
fraquezas’ de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/
técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert
Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na
gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.
Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios
seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens
nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.
Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões ‘foi pra outras
moradas’. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou
mais ou menos assim: “Estamos todos muito tristes com a ‘partida’ de
nosso irmão Zacarias… e hoje, para substituí-lo, chamamos:… .
Ninguém … pois nosso Zaca é insubstituível”
Portanto nunca esqueça: Você é um talento único… com toda certeza
ninguém te substituirá!
“Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo…, mas posso
fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer
o pouco que posso.”
“No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é…,
e outras…, que vão te odiar pelo mesmo motivo…, acostume-se a
isso…, com muita paz de espírito. ..”.
É bom para refletir e se valorizar!

Um bom dia pra você…  INSUBSTITUÍVEL!!!

Jesus te abençoe.

Drama, engano, Opinião

Esposa 1.0

info-capa-600x250.jpg

Prezado Técnico,

Há um ano e meio troquei o programa [ Noiva 1.0] pelo
[ Esposa 1.0] e verifiquei que o Programa gerou um
aplicativo inesperado chamado [ Bebê.exe ] que ocupa
muito espaço no HD.
Por outro lado, o [ Esposa 1.0] se auto-instala em
todos os outros programas e é carregado
automaticamente assim que eu abro qualquer
aplicativo.

Aplicativos como [ Sair_Com_A_Turma 2.3],
Noite_De_Farra 2.5] ou [ Domingo_De_Futebol 2.8],
não funcionam mais, e o sistema trava assim que eu
tento carregá-los novamente.
Além disso, de tempos em tempos um executável oculto
(vírus) chamado [Sogra 6.66] aparece, encerrando
abruptamente a execução de um comando.
Não consigo desinstalar este programa. Também não
consigo diminuir o espaço ocupado pelo [Esposa 1.0 ]
quando estou rodando meus aplicativos preferidos.
Sem falar também que o programa [Sexo 5.1] sumiu do HD.

Eu gostaria de voltar ao programa que eu usava
antes, o [Noiva 1.0], mas o comando [ Uninstall.exe ]
não funciona adequadamente.

Poderia ajudar-me? Por favor!

Ass: Usuário Arrependido

RESPOSTA:

Prezado Usuário,

Sua queixa é muito comum entre os usuários, mas é
devido, na maioria das vezes, a um erro básico de
conceito: muitos usuários migram de qualquer versão
[Noiva x.0] para [ Esposa 1.0] com a falsa idéia de
que se trata de um aplicativo de entretenimento e
utilitário.

Entretanto, o [Esposa 1.0] é muito mais do que isso:
é um sistema operacional completo, criado para
controlar todo o sistema!

É quase impossível desinstalar [Esposa 1.0] e voltar
para uma versão [Noiva x.0], porque há aplicativos
criados pelo [Esposa 1..0 ], como o [ Filhos.dll ], que
não poderiam ser deletados, também ocupam muito
espaço, e não rodam sem o [ Esposa 1.0].

É impossível desinstalar, deletar ou esvaziar os
arquivos dos programas depois de instalados. Você
não pode voltar ao [ Noiva x.0] porque [ Esposa 1.0]
não foi programado para isso.

Alguns usuários tentaram formatar todo o sistema
para em seguida instalar a [Noiva Plus] ou o [ Esposa
2.0], mas passaram a ter mais problemas do que antes
(leia os capítulos ‘Cuidados Gerais’ referente a
‘ Pensões Alimentícias’ e ‘ Guarda das crianças’ do
software [CASAMENTO].

Uma das melhores soluções é o comando
[DESCULPAR.EXE/flores/all] assim que aparecer o
menor problema ou se travar o micro. Evite o uso
excessivo da tecla [ESC] (escapar). Para melhorar a
rentabilidade do [Esposa 1.0 ], aconselho o uso de
[Flores 5 .1], [ Férias_No_Caribe 3.2] ou [Jóias 3.3 ].

Os resultados são bem interessantes!
Mas nunca instale [Secretária_De_Minissaia 3.3],
[ Antiga_Namorada 2.6] ou [ Turma_Do_Chopp 4.6], pois
não funcionam depois de ter sido instalado o [ Esposa 1.0]
e podem causar problemas irreparáveis no sistema.

Com relação ao programa [ Sexo 5.1] esquece! Esse roda quando quer.

Se você tivesse procurado o suporte técnico antes de
instalar o [Esposa1.0 ] a orientação seria: NUNCA
INSTALE O [ESPOSA 1.0] sem ter a certeza de que é
capaz de usá-lo!

Léo Vivas
Assistência técnica em Informática
na empresa: DANOSSE

engano, Opinião

Se isso não for o fim dos tempos, deve ser o ensaio

ESQUIZOFRENIA SOCIAL

Por Almir Favarin, Teólogo e Psicanalista

Vivemos numa época onde querem que os padres se casem e que os casados se divorciem.

Querem que os héteros tenham relacionamentos líquidos sem compromisso, mas que os gays se casem na Igreja.

Que as mulheres tenham corpos masculinizados e se vistam como homens e assumam papéis masculinos. Querem  que os homens se tornem “frágeis” e delicados e com trejeitos, como se fossem mulheres. Uma criança com apenas cinco ou  seis anos de vida já tem o direito de decidir se será homem ou mulher pelo resto da vida, mas um menor de dezoito anos, não pode responder pelos seus crimes.

Não há vagas para os doentes nos hospitais, mas há o incentivo e o patrocínio do SUS para quem quer fazer mudança de sexo.

Há acompanhamento psicológico gratuito para quem deseja deixar a heterossexualidade e viver a homossexualidade, mas não existe nenhum apoio deste mesmo SUS para quem deseja sair da homossexualidade e viver a sua heterossexualidade e se o tentarem fazer, é crime.

Ser à favor da família e religião é ditadura, mas urinar em cima dos crucifixos é liberdade de expressão.

Se isso não for o Fim dos Tempos, deve ser o ensaio…

 

ensino, Mensagem, Motivacional, Opinião

CARTA DE UM HOMEM

Prezada mulher,

Há uma coisa que eu quero que você entenda sobre nós HOMENS.

Quando você posta fotos seminuas de si mesma no Facebook, fazendo uma pose sexy, mostrando os seios, ou deitada sedutoramente em sua cama, a única coisa que você está nos fazendo sentir é desejo sexual por você.

Eu sei que você vai ficar tão animada com as 500 curtidas, os 120 comentários pra lá de fofos e as inúmeras mensagens privadas, que vai querer postar cada vez mais fotos pra se sentir cada vez mais no topo.

MAS TEM UMA COISA IMPORTANTE QUE VOCÊ PRECISA SABER. Na realidade, nenhum desses caras que curtem, comentam, ou enviam mensagens privadas ama você. Tudo o que eles querem é usá-la e depois jogá-la fora. Para ser sincero, eles odeiam você, pois nenhum deles a levaria para casa para ser sua esposa. Acredite em mim, para eles, você não passa de uma menina de programa em busca de popularidade barata no Facebook.

Os homens, ricos ou pobres, admiram mulheres que se vestem com decência e se respeitam. Uma vestimenta decente, que não revela muito o seu corpo, nos leva a amar e respeitar você. Ela nos diz que você é uma mulher virtuosa, alguém que podemos levar para casa para ser nossa esposa e mãe dos nossos filhos. Ela nos diz que você foi criada com princípios morais e nos dá detalhes do seu bom histórico familiar.

Nós não nos preocupamos muito com maquiagem excessiva… uma mulher que serve para ser esposa sempre se sobressai, não importa o quê.

Valorize o seu corpo, seja verdadeira, se respeite, e um bom homem que vai respeitá-la vai encontrá-la de um jeito ou de outro.

Copiado do Blog da Cristiane Cardoso

Escritora dos livros ‘Melhor do que Comprar Sapatos’, ‘A Mulher V’, e ‘Casamento Blindado’. Fundadora de ‘Godllywood’ e ‘Projeto Raabe’. Apresentadora do programa ‘Escola do Amor’ na Rede Record aos sábados 12h.

Educação, felicidade, Opinião

Quero voltar a ser feliz (Reflexões)

mudou

Fui criado com princípios morais comuns.
Quando criança, ladrões tinham a aparência de ladrões e nossa única preocupação em relação à segurança era a de que os “lanterninhas” dos cinemas nos expulsassem devido às batidas com os pés no chão quando uma determinada música era tocada no início dos filmes, nas matinês de domingo.
Mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades presumidas, dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos, e/ou mais velhos, mais afeto.
Inimaginável responder deseducadamente à policiais, mestres, aos mais idosos, autoridades.
Confiávamos nos adultos porque todos eram pais e mães de todas as crianças da rua, do bairro, da cidade.
Tínhamos medo apenas do escuro, de sapos, de filmes de terror.
Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo que perdemos. Por tudo que meus netos um dia temerão.
Pelo medo no olhar de crianças, jovens, velhos e adultos.
Matar os pais, os avós, violentar crianças, seqüestrar, roubar, enganar, passar a perna, tudo virou banalidade de notícias policiais, esquecidas após o primeiro intervalo comercial.
Agentes de trânsito multando infratores são exploradores, funcionários de indústrias de multas.
Policiais em blitz são abuso de autoridade.
Regalias em presídios são matéria votada em reuniões.
Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos.
Pagar dívidas em dia é bancar o bobo, anistia para os caloteiros de plantão.
Não levar vantagem é ser otário.
Ladrões de terno e gravata, assassinos com cara de anjo, pedófilos de cabelos brancos.
O que aconteceu conosco?
Professores surrados em salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas.
Crianças morrendo de fome!
Que valores são esses?
Carros que valem mais que abraço, filhos querendo-os como brindes por passar de ano.
Celulares nas mochilas dos recém saídos das fraldas.
TV, DVD, vídeo-games…
O que vai querer em troca desse abraço, meu filho?
Mais vale um Armani do que um diploma.
Mais vale um telão do que um papo.
Mais vale um baseado do que um sorvete.
Mais valem dois vinténs do que um gosto.
Que lares são esses?
Jovens ausentes, pais ausentes. Droga presente.
E o presente? Uma droga! O que é aquilo?
Uma árvore, uma galinha, uma estrela, ou uma flor?
Quando foi que tudo sumiu ou virou ridículo?
Quando foi que esqueci o nome do meu vizinho?
Quando foi que olhei nos olhos de quem me pede roupa, comida, calçado sem sentir medo?
Quando foi que me fechei?
Quero de volta a minha dignidade, a minha paz.
Quero de volta a lei e a ordem.
Quero liberdade com segurança!
Quero tirar as grades da minha janela para tocar as flores!
Quero sentar na calçada e ter a porta aberta nas noites de verão.
Quero a honestidade como motivo de orgulho.
Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olho no olho.
Quero a esperança, a alegria.
Quero a vergonha, a solidariedade.
Teto para todos, comida na mesa, saúde a mil.
Quero calar a boca de quem diz: “ a nível de”, enquanto pessoa.
Abaixo o “TER”, viva o “SER”!
E viva o retorno da verdadeira vida, simples como uma gota de chuva, limpa como um céu de abril, leve como a brisa da manhã! E definitivamente comum, como eu.
Adoro o meu mundo simples e comum.
Ter o amor, a solidariedade, a fraternidade como base.
Vamos voltar a ser “gente”?
A indignação diante da falta de ética, de moral, de respeito…
Discordar do absurdo.
Construir sempre um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas.
Utopia? Não…
…se você e eu fizermos nossa parte e contaminarmos mais pessoas, e essas pessoas contaminarem mais pessoas..

…hein?

Quem sabe?… Melhoraremos o mundo.

AUTORA:  Este texto tem o título original “Reflexões” de  SARA MARIA BINATTI DOS ANJOS.

 

 

Amor, Opinião, Sabedoria

ESPOSA OU AMANTE

 

2d3d948fd8c1854d46daf22c66aee48a

Um homem perguntou a um sábio se ele deveria ficar com sua esposa ou com sua amante.
O sábio levou duas flores em suas mãos, uma com uma rosa e a outra com um cacto e perguntou ao homem:
– Se eu lhe der uma dessas flores qual delas você escolhe?
O homem sorriu e disse: – A rosa é lógico!
És imprudente – respondeu o sábio.
– Às vezes os homens são movidos por beleza externa ou pelo mundano e escolhem o que lhes parece brilhar mais.
– A rosa é mais bela, mas morre logo.
– O cacto, por sua vez, independentemente do tempo ou clima permanece o mesmo, verde com espinhos, e um dia vai lhe dar a flor mais bonita que você já viu.
– Sua esposa conhece seus defeitos, suas fraquezas, seus erros.
– Sua amante quer suas vitorias suas alegrias seu sorriso.
– Sua esposa quer suas lágrimas para te consolar, suas derrotas para levantar junto a ti, ela quer vc em todos seus momentos alegres e ruins.
– Sua amante no em tanto nas suas atribulações te deixará e lhe á de trocar por outro, que te dará o mesmo sorriso e as mesmas alegrias.
– tolo é aquele que tem um diamante em casa e sai para procurar pedras em outros lugares.

 

 

copiado do Face de Rose Meneses

Educação, Opinião

O VELHO E A JABUTICABEIRA

arvore

Um velho estava cuidando de uma planta com todo o carinho. Um jovem aproximou-se e perguntou:
– Que planta é esta que o senhor está cuidando?
– Ah! É uma jabuticabeira – respondeu o velho.
– E ela demora quanto tempo para dar frutos?
– Pelo menos uns quinze anos – informou o velho.
– E o senhor espera viver tanto tempo assim?
– indagou irônico o rapaz.
– Não, não creio que viva mais tanto tempo, pois já estou no fim da minha jornada! – disse o ancião.
– Então, que vantagem você leva com isso, meu velho?
– Nenhuma, exceto a vantagem de saber que ninguém colheria jabuticabas se todos pensassem como você…

O Brasil é como essa jabuticabeira, Tem bons frutos para serem colhidos, o que falta são políticos que pensem o Brasil como esse velho, porem só encontramos quem pense como esse jovem.