Conto, , Jesus, Milagre, Pai

Tapete vermelho

Uma pobre mulher morava em uma humilde casinha com sua neta muito doente. Como não tinha dinheiro sequer para levá-la a um médico, e vendo que, apesar de seus muitos cuidados e remédios com ervas, a pobre criança piorava a cada dia, resolveu iniciar a caminhada de 2 horas até a cidade próxima em busca de ajuda. Chegando no único hospital público da região foi aconselhada a voltar pra casa e trazer à neta junto, para que esta fosse examinada.
Quando ia voltando, já desesperada por saber que sua neta não conseguia sequer levantar da cama, a senhora passou em frente a uma Igreja e como tinha muita fé em Deus, apesar de nunca ter entrado em uma Igreja, resolveu pedir ajuda.
Ao entrar, encontrou algumas senhoras ajoelhadas no chão fazendo orações. As senhoras receberam a visitante e, após se inteirarem da história, a convidaram para se ajoelhar e orar pela criança.
Após quase uma hora de fervorosas orações e pedidos de intercessão ao Pai, as senhoras já iam se levantando quando a mulher lhes disse:
– Eu também gostaria de fazer uma oração.
Vendo que se tratava de uma mulher de pouca cultura, as senhoras retrucaram:
– Não é necessário. Com nossas orações, com certeza sua neta irá melhorar.
Ainda assim a senhora insistiu em orar, e começou.
– Deus, sou eu, olha, a minha neta está muito doente Deus, assim eu gostaria que você fosse lá curar ela Deus, você pega uma caneta que eu vou dizer onde fica.
As senhoras estranharam, mas continuaram ouvindo.
– Já está com a caneta Deus? Você vai seguindo o caminho daqui de volta pra Belo Horizonte e quando passar o rio com a ponte você entra na segunda estradinha de barro, não vai errar tá.
A esta altura as senhoras já estavam se esforçando para não rir; mas ela continuou.
– Seguindo mais uns 20 minutinhos tem uma vendinha, entra na rua depois da mangueira que o meu barraquinho é o último da rua, pode ir entrando que não tem cachorro.

As senhoras começaram a se indignar com a situação.

– Olha Deus, a porta está trancada, mas a chave fica embaixo do tapetinho vermelho na entrada, o Senhor pega a chave, entra e cura a minha netinha.
Mas olha só Deus, por favor! Não esquece de colocar a chave de novo embaixo do tapetinho vermelho senão eu não consigo entrar quando chegar em casa…
A esta altura as senhoras interromperam aquela ultrajante situação dizendo que não era assim que se deveria orar, mas que ela poderia ir pra casa sossegada pois elas eram pessoas de muita fé, e Deus, com certeza, iria ouvir as preces e curar a menina.
A mulher foi pra casa um pouco desconsolada, mas ao entrar em sua casinha sua neta veio correndo lhe receber.
– Minha neta, você está de pé, como é possível!
E a menina explicou.
– Eu ouvi um barulho na porta e pensei que era a senhora voltando, porém entrou um homem muito alto com um vestido branco em meu quarto e mandou que eu levantasse, não sei como, eu simplesmente levantei.
E quase em prantos, a menina continuou.
– Depois ele sorriu, beijou minha testa e disse que tinha de ir embora, mas pediu que eu avisasse a senhora que ele ia deixar a chave embaixo do tapetinho vermelho…

Um pouco de fé, leva-nos até Deus! Muita fé traz Deus até nós!

Amor, Deus, ensino, Jesus

A verdadeira Black Friday

Há pouco mais de dois mil anos atrás houve uma sexta feira mais negra da história.
Lucas nos conta que naquela sexta feira negra, enquanto o Filho de Deus era levantado, cravado na cruz, toda a terra ficou na escuridão (Lucas 23:44).
Nessa Black Friday Deus fez a melhor oferta que um dia o ser humano recebeu! Colocou a salvação de forma gratuita ao alcance de todos nós.
Naquela sexta feira negra no Gólgota, Deus não fez somente um simples desconto por nossa dívida.

Ele a pagou por completo.

O amor de Deus é incondicional.

“E era já quase a hora sexta, e houve trevas em toda a terra até à hora nona, escurecendo-se o sol;
E rasgou-se ao meio o véu do templo.
E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.”
Lucas 23: 44-46

Deus, ensino, , Jesus

A existência de Deus

005-Ceu

Conta-se que um velho árabe analfabeto orava com tanto fervor e com tanto carinho, cada noite, que, certa vez, o rico chefe de grande caravana chamou-o à sua presença e lhe perguntou:
– Por que oras com tanta fé? Como sabes que Deus existe, quando nem ao menos sabes ler?
O crente fiel respondeu:
– Grande senhor, conheço a existência de nosso Pai Celeste pelos sinais dele.
– Como assim? – indagou o chefe, admirado.
O servo humilde explicou-se:
– Quando o senhor recebe uma carta de uma pessoa ausente, como reconhece quem a escreveu?
– Pela letra, pelo estilo, pela maneira de se expressar.
– Quando o senhor recebe uma jóia, como é que se informa quanto ao autor dela?
– Pela marca do ourives.
O empregado sorriu e acrescentou:
– Quando ouve passos de animais, em redor da tenda, como sabe, depois, se foi um carneiro, um cavalo ou um boi?
– Pelos rastros – respondeu o chefe, surpreendido. Então, o velho crente convidou-o para fora da barraca e, mostrando-lhe o céu, onde a lua brilhava, cercada por multidões de estrelas, exclamou, respeitoso:
– Senhor, aqueles sinais, lá em cima, não podem ser dos homens!
Nesse momento, o orgulhoso caravaneiro, de olhos lacrimosos, ajoelhou-se na areia e começou a orar também.

Jesus, lição de vida, Sabedoria

Você é luz

“Certo dia, o fósforo disse para a vela:
– Hoje te acenderei!
– Ah não – disse a vela. Você não percebe que se me acender, meus dias estarão contados?
Não faça uma maldade dessa…
– Então você quer permanecer toda a sua vida assim? Dura, fria e sem nunca ter brilhado? – perguntou o fósforo.
– Mas ter que me queimar? Isso dói demais e consome todas as minhas forças – murmurou a vela.
Então respondeu o fósforo:
– Tem toda razão! Mas essa é a nossa missão. Você e eu fomos feitos para ser luz. O que eu, apenas como fósforo, posso fazer, é muito pouco. Minha chama é pequena e curta. Mas, se passo a minha chama para ti, cumprirei com o sentido de minha vida. Eu fui feito justamente para isso: para começar o fogo. Já você é a vela. Sua missão é brilhar. Toda tua dor e energia se transformará em luz e calor por um bom tempo.
Ouvindo isso, a vela olhou para o fósforo, que já estava no final da sua chama, e disse:
– Por favor, acende-me.
E assim produziu uma linda chama.
Assim como a vela, às vezes, é necessário passar por experiências ruins, experimentar a dor e sofrimento para que o melhor que temos seja oferecido e que possamos ser luz. E a verdade é que mar calmo não faz bons navegadores. Os melhores são revelados nas águas agitadas.
Então, se tiver que passar pela experiência da vela, lembre-se que espalhar o Amor é o combustível que nos mantém acesos. Se você não tem forças pra ser luz busque em Jesus a Justiça nossa fonte eterna!
VOCÊ É LUZ NO MUNDO!”

texto de Simônica Nottar

 

, Jesus, lição de vida

Girassol e quando não tem sol?

Certa vez numa palestra sobre motivação e liderança o Dr. Jamiro Wanderley
falou a respeito da natureza dos girassóis. Como o próprio nome diz,
eles giram de acordo com a inclinação do sol, em outras palavras, eles “perseguem a luz”.
Provavelmente essa parte você sabia, mas tem outra que talvez não!
Você já se fez essa perguntinha? E nos dias nublados e chuvosos,
quando o sol fica totalmente encoberto pelas nuvens, o que acontece?
Interessante essa pergunta, não é? Talvez você tenha pensado que a
flor de girassol fica murchinha e olhando para baixo. Acertei?
Pois é, está errado! Sabe o que acontece? Elas se voltam
umas para as outras para dividirem entre si as suas energias.
Todos nós queremos essa luz, buscamos essa luz de diversas maneiras:
na família, nos amigos, na igreja, no trabalho e por aí vai.
Mas sempre acontecem os dias nublados, os dias de tristeza,
não tem como fugir deles. Nessa hora, a maioria das pessoas fica acabrunhada,
de cabeça baixa e as mais fragilizadas às vezes chegam até a ficarem deprimidas.
Que tal fazer como os lindos girassóis?
Veja os girassóis! Olhe para o lado e perceba que existem pessoas como você ,
vivendo os mesmos desafios ,talvez de maneira diferente. Compartilhe luz, fé e pensamentos!
Que hoje você se encante com a beleza perfeita da natureza,
que em sua simplicidade, nos dá uma verdadeira aula de como viver melhor e com mais harmonia.
E independente do tempo, permaneça com a cabeça erguida olhando prá LUZ maior,
JESUS! Ele sempre nos ilumina, mesmo nos dias nublados!

“Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo;
quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”
João 8:12

felicidade, Jesus, lição de vida

As árvores não comem seus próprios frutos

“Quando tocamos em algo, deixamos as nossas impressões digitais.
Quando tocamos as vidas das pessoas, deixamos nossa identidade.
A vida é boa quando você está feliz. Mas a vida é muito melhor
quando os outros estão felizes por causa de você.
Nada na natureza vive para si mesmo. Os rios não bebem sua própria água;
as árvores não comem seus próprios frutos. O sol não brilha para si mesmo;
e as flores não espalham sua fragrância para si.
Jesus não se sacrificou por si mesmo, mas por nós.
Viver para os outros é uma regra da natureza.
Todos nós nascemos para ajudar uns aos outros.
Não importa quão difícil seja a situação em que você se encontra;
continue fazendo o bem”.

Bíblia, Deus, , Jesus, Salvação

Lenços de Jesus

 

A Bíblia nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus
não foi deixado de lado como os lençóis do túmulo.
A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado
cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra.

“Bem cedo pela manhã de domingo,
Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada.
Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara,
e disse: Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram.
Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo
passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,
mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou. Ele também notou os lençóis deixados lá,
enquanto o lenço que cobrira a cabeça de Jesus estava dobrado e colocado em um lado.”
João 20.1-7

Isto é importante? Definitivamente.

Isto é significante? Sim.

Para poder entender a significância do lenço dobrado,
você tem que entender um pouco a respeito da tradição hebraica daquela época.
O lenço dobrado tem a ver com o amo e o servo, e todo menino judeu conhecia a tradição.

Quando o servo colocava a mesa de jantar para o seu amo,
ele buscava ter certeza de fazê-lo exatamente da maneira que seu amo queria.
A mesa era posta perfeitamente e o servo esperaria fora da visão do amo
até que o mesmo terminasse a refeição. O servo não se atreveria nunca a tocar a mesa
antes que o amo tivesse terminado a refeição.

Se o amo tivesse terminado a refeição, ele se levantaria,
limparia seus dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço
e o jogaria sobre a mesa. Naquele tempo, o lenço embolado queria dizer:
“Eu terminei.” Se o amo se levantasse e deixasse o lenço dobrado ao lado do prato,
o servo não ousaria tocar a mesa porque o lenço dobrado queria dizer: “Não terminei, eu voltarei!”

 

Texto retirado do Blog do Bispo Macedo
https://blogs.universal.org/bispomacedo/2017/01/20/lenco-de-jesus/