Conquista, Deus, felicidade, Motivacional

Quem é melhor que alguém?!

Às vezes me pego fazendo uma avaliação sobre a vida,
e numa dessas achei algo interessante sobre o piloto Michael Schumacher…
Quando paramos pra analisar seu currículo como esportista, vemos que o cara
– venceu 91 GPs.
– Foi 7(sete) vezes campeão mundial de F1.
A velocidade estava na “alma”, porém em um dia de lazer,
sua história e destino mudaram completamente…
Hoje, com apenas 44 kg, ele luta para “sobreviver” desde dezembro/2013.
A esposa começa a vender os bens para arcar com as despesas milionárias
para mantê-lo vivo em um quarto adaptado na sua casa enquanto ele vegeta.
Aí vem a pergunta: Quem é melhor que alguém?!
A vida pode tomar rumos jamais imaginados.
Como em um estalar de dedos, tudo pode mudar.
Não adianta dinheiro, diploma, fama, sucesso.
Diante de Deus todos somos iguais.
Então pra que orgulho? Arrogância?
Apego aos bens materiais?
Tudo que temos é o hoje.
E tudo que está ao nosso alcance é ser feliz enquanto há tempo.
Precisamos parar de criar problemas, reclamar de coisas tão insignificantes,
antes que algo nos “roube a vida.” Faça o bem! Seja do bem!
Como em um jogo de xadrez, no final o rei e peão são guardados na mesma caixa!
Nossa vida não pertence a nós, e sim, a Deus !!!
Vale a pena refletir sobre o que temos feito dessa maravilhosa dádiva que Deus nos deu.
Nascemos sem trazer nada, morremos sem levar nada…
E no intervalo entre a vida e a morte, brigamos por aquilo que não trouxemos e não levaremos…

Pense nisso: Viva mais, Ame mais, Perdoe Sempre e Seja mais Feliz

felicidade, lição de vida, Mensagem

O VALIOSO TEMPO DOS MADUROS

artigo1

“O valioso tempo dos maduros”, de Mário de Andrade:

“Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.

Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo
que faltam poucas, rói o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para conversas intermináveis,
para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.

Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturas.

Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos.

Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.

Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, quero caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!”

Mário de Andrade

Educação, felicidade, Opinião

Quero voltar a ser feliz (Reflexões)

mudou

Fui criado com princípios morais comuns.
Quando criança, ladrões tinham a aparência de ladrões e nossa única preocupação em relação à segurança era a de que os “lanterninhas” dos cinemas nos expulsassem devido às batidas com os pés no chão quando uma determinada música era tocada no início dos filmes, nas matinês de domingo.
Mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades presumidas, dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos, e/ou mais velhos, mais afeto.
Inimaginável responder deseducadamente à policiais, mestres, aos mais idosos, autoridades.
Confiávamos nos adultos porque todos eram pais e mães de todas as crianças da rua, do bairro, da cidade.
Tínhamos medo apenas do escuro, de sapos, de filmes de terror.
Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo que perdemos. Por tudo que meus netos um dia temerão.
Pelo medo no olhar de crianças, jovens, velhos e adultos.
Matar os pais, os avós, violentar crianças, seqüestrar, roubar, enganar, passar a perna, tudo virou banalidade de notícias policiais, esquecidas após o primeiro intervalo comercial.
Agentes de trânsito multando infratores são exploradores, funcionários de indústrias de multas.
Policiais em blitz são abuso de autoridade.
Regalias em presídios são matéria votada em reuniões.
Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos.
Pagar dívidas em dia é bancar o bobo, anistia para os caloteiros de plantão.
Não levar vantagem é ser otário.
Ladrões de terno e gravata, assassinos com cara de anjo, pedófilos de cabelos brancos.
O que aconteceu conosco?
Professores surrados em salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas.
Crianças morrendo de fome!
Que valores são esses?
Carros que valem mais que abraço, filhos querendo-os como brindes por passar de ano.
Celulares nas mochilas dos recém saídos das fraldas.
TV, DVD, vídeo-games…
O que vai querer em troca desse abraço, meu filho?
Mais vale um Armani do que um diploma.
Mais vale um telão do que um papo.
Mais vale um baseado do que um sorvete.
Mais valem dois vinténs do que um gosto.
Que lares são esses?
Jovens ausentes, pais ausentes. Droga presente.
E o presente? Uma droga! O que é aquilo?
Uma árvore, uma galinha, uma estrela, ou uma flor?
Quando foi que tudo sumiu ou virou ridículo?
Quando foi que esqueci o nome do meu vizinho?
Quando foi que olhei nos olhos de quem me pede roupa, comida, calçado sem sentir medo?
Quando foi que me fechei?
Quero de volta a minha dignidade, a minha paz.
Quero de volta a lei e a ordem.
Quero liberdade com segurança!
Quero tirar as grades da minha janela para tocar as flores!
Quero sentar na calçada e ter a porta aberta nas noites de verão.
Quero a honestidade como motivo de orgulho.
Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olho no olho.
Quero a esperança, a alegria.
Quero a vergonha, a solidariedade.
Teto para todos, comida na mesa, saúde a mil.
Quero calar a boca de quem diz: “ a nível de”, enquanto pessoa.
Abaixo o “TER”, viva o “SER”!
E viva o retorno da verdadeira vida, simples como uma gota de chuva, limpa como um céu de abril, leve como a brisa da manhã! E definitivamente comum, como eu.
Adoro o meu mundo simples e comum.
Ter o amor, a solidariedade, a fraternidade como base.
Vamos voltar a ser “gente”?
A indignação diante da falta de ética, de moral, de respeito…
Discordar do absurdo.
Construir sempre um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas.
Utopia? Não…
…se você e eu fizermos nossa parte e contaminarmos mais pessoas, e essas pessoas contaminarem mais pessoas..

…hein?

Quem sabe?… Melhoraremos o mundo.

AUTORA:  Este texto tem o título original “Reflexões” de  SARA MARIA BINATTI DOS ANJOS.

 

 

felicidade, feliz, Motivacional

POR QUE AS PESSOAS SOFREM ?

 

vovc3b3

 

– Vó, por que as pessoas sofrem ???

– Como é que é ???

– Por que as “pessoas grandes” vivem bravas, irritadas, sempre preocupadas com alguma coisa ???

– Bem, minha filha, muitas vezes porque elas foram ensinadas a viver assim.

(silêncio).

– Vó…

– Oi…

– Como é que as pessoas podem ser ensinadas a viver mal ??? Não consigo entender.

– É que elas não percebem que foram ensinadas a ser infelizes, e não conseguem mudar o que as torna assim. Você não está entendendo, não é, meu amor ???

– Não, Vovó.

– Você lembra da historinha do Patinho Feio ???

– Lembro.

– Então…, o Patinho se considerava feio porque era diferente de todo mundo. Isso deixava-o muito infeliz e perturbado, tão infeliz que um dia ele resolveu ir embora viver sozinho. Só que o Lago que ele procurou para nadar tinha congelado, e estava muito frio. Quando ele olhou para seu reflexo no lago, percebeu que ele era, na verdade, um maravilhoso cisne. E assim se juntou aos seus iguais e viveu feliz para sempre.

(mais silêncio)…

– O que isso tem a ver com a tristeza das pessoas ???

– Bem, quando nascemos, somos separados de nossa “natureza-cisne”. Ficamos como patinhos, tentando caber no que os outros dizem que está certo. Então passamos muito tempo tentando virar patos.

– É por isso que as pessoas grandes estão sempre irritadas ???

– Isso !!! Viu como você é esperta ???

– Então é só a gente perceber que somos cisnes que tudo dá certo ???

(engasgou)…

– O que foi, vovó ???

– Na verdade, minha filha, encontrar o nosso verdadeiro espelho não é tão fácil assim. Você lembra o que o patinho precisava fazer para se enxergar ???

– O que ???

– Ele primeiro precisava parar de tentar ser um pato. Isso significa parar de tentar ser quem a gente não é. Depois, ele aceitou ficar um tempo sozinho para se encontrar.

– Por isso ele passou muito frio, não é, vovó ???

– Passou frio e ficou sozinho no inverno.

– Por isso que o papai anda tão sozinho e bravo ???

– Como é, minha filha ???

– Meu pai está sempre bravo, sempre quieto com a música e a televisão dele. Outro dia ele estava chorando no banheiro…(emudeceu durante algum tempo). Essas crianças…

– Vó, o papai é um cisne que pensa que é um pato ???

– Todos nós somos, querida.

– Ele vai descobrir quem ele é, de verdade ???

– Vai, minha filha, vai. Mas, quando estamos no inverno, não podemos desistir, nem esperar que o espelho venha até nós. Temos que procurar ajuda até encontrarmos.

– E aí viramos cisnes ???

– Nós já somos cisnes. Apenas deixamos que o cisne venha para fora, e tenha espaço para viver.

(A menina deu um pulo da cadeira).

– Aonde você vai ???

– Vou contar para o papai, o cisne bonito que ele é.

A boa vovó apenas Sorriu !!!

 

(AUTOR: Marco Antonio Spinelli)

ensino, felicidade

O VELHINHO

11341484_BTKmD

Um dia estava entrando em uma pequena bomboniere, onde se vendiam doces e doces…

Quando comprei um doce e fui pagá-la encontrei um velhinho no caixa, com sua voz cansativa, uns 80 anos mais ou menos…

Foi quando começamos a conversar de vida, vida, vida… ele me fez 3 perguntas que ficaram em minha mente…

      Primeira: Qual é o momento mais feliz da sua vida?

      Segunda: Quem é a pessoa ou as pessoas mais importantes da sua vida?

     Terceira: E o que você tem a fazer para elas naquele momento?

Passou uma semana e eu fiquei com essas 3 perguntas na minha cabeça, foi quando resolvi voltar a bomboniere para decifrar as respostas…

Quando voltei, tinha um bilhete, me disseram que o senhor tinha partido, mas tinha me deixado um bilhete… …com o coração apertado o abri e tive uma surpresa ao lê-lo!!!

Tinham as 3 respostas…
As minhas lagrimas começaram a correr pelo meu rosto… então li que

O momento mais importante de nossas vidas é o AGORA!

A pessoa ou as pessoas mais importantes da nossa vida é aquela ou aquelas que estão vivendo o momento com você!

     – E o que você tem que fazer a ela ou elas? Somente… FAZÊ-LAS FELIZES!

felicidade

PRA QUÊ ?

marau-ba

Um homem muito rico resolveu viajar. Pegou seu iate e saiu pelo mundo. Certo dia, chegou a um lugar maravilho um verdadeiro paraíso com praias de águas cristalinas, ilhas e cachoeiras, arvores frutíferas e muitos coqueiros e peixes não faltavam no mar. Como você já deve saber esse paraíso se chama Maraú.

O homem rico começou a andar pela praia e encontrou um nativo deitado numa rede, olhando para aquele mar muito azul. Chegou bem perto do nativo e puxou conversa:

  • Muito bonito tudo por aqui
  • É… – disse o nativo, sem tirar os olhos daquele mar
  • Tem muito peixe nesse mar?
  • É só jogar a rede e você pega quantos quiser
  • Por que você não pesca bastante?
  • Pra quê?
  • Ora, você pega um montão de peixes e vende
  • Pra quê?
  • Com o dinheiro desses peixes, você compra uma canoa maior, vai mais no fundo e pega mais peixe ainda
  • Pra quê?
  • Com o dinheiro você compra mais um barco, pega mais peixe e ganha mais dinheiro
  • Pra quê?
  • Você vai juntando cada vez mais dinheiro, compra cada vez mais barcos, até chegar um dia em que você terá uma industria de pesca
  • Pra quê?
  • Ora, homem, você será um homem poderoso, um homem rico, terá tudo que quiser, tudo o que sonhar, poderá comprar um iate como o meu, poderá comprar uma casa num lugar como esse e, então ficar o resto da vida descansando numa rede, sem preocupações…
  • e o que é que eu estou fazendo agora?
Educação, ensino, Exemplo, felicidade, feliz, Jesus, lição de vida, Vida

FILHOS SÃO COMO NAVIOS

Ao olhar um navio no porto, imaginamos que ele esteja em seu lugar mais seguro, protegido por uma forte âncora.
Mal sabemos que ali está em preparação, abastecimento e provisão para se lançar ao mar, ao destino para o qual foi criado, indo ao encontro das próprias aventuras e riscos.
Dependendo do que a força da natureza lhes reserva, poderá ter que desviar da rota, traçar outros caminhos ou procurar outros portos.
Certamente retornará fortalecido pelo aprendizado adquirido, mais enriquecido pelas diferentes culturas percorridas. E haverá muita gente no porto feliz à sua espera
Assim são os FILHOS. Estes têm nos PAIS o seu porto seguro até que se tornem independentes.
Por mais segurança, sentimentos de preservação e de manutenção que possam sentir junto aos seus pais, eles nasceram para singrar os mares da vida, correr seus próprios riscos e viver suas próprias aventuras.
Certo que levarão consigo os exemplos dos pais, o que eles aprenderam e os conhecimentos da escola, mas a principal provisão, além das materiais, estará no interior de cada um:
A CAPACIDADE DE SER FELIZ.
 
Sabemos, no entanto, que não existe felicidade pronta, algo que se guarda num esconderijo para ser doada, transmitida a alguém.
O lugar mais seguro que o navio pode estar é o porto. Mas ele não foi feito para permanecer ali.
Os pais também pensam que sejam o porto seguro dos filhos, mas não podem se esquecer do dever de prepará-los para navegar mar a dentro e encontrar o seu próprio lugar, onde se sintam seguros, certos de que deverão ser, em outro tempo, este porto para outros seres.
Ninguém pode traçar o destino dos filhos, mas deve estar consciente de que na bagagem devem levar VALORES herdados como:
HUMILDADE, HUMANIDADE, HONESTIDADE, DISCIPLINA, GRATIDÃO E GENEROSIDADE.
 
Filhos nascem dos pais, mas devem se tornar CIDADÃOS DO MUNDO. Os pais podem querer o sorriso dos filhos, mas não podem sorrir por eles. Podem desejar e contribuir para a felicidade dos filhos, mas não podem ser felizes por eles.
 
A FELICIDADE CONSISTE EM TER UM IDEAL A BUSCAR E TER A CERTEZA DE ESTAR DANDO PASSOS FIRMES NO CAMINHO DA BUSCA.
 
Os pais não devem seguir os passos dos filhos e nem devem estes descansar no que os pais conquistaram. Devem os filhos seguir de onde os pais chegaram, de seu porto, e, como os navios, partirem para as próprias conquistas e aventuras
Mas, para isso, precisam ser preparados e amados, na certeza de que quem ama educa.
 
“COMO É DIFÍCIL SOLTAR AS AMARRAS”
 
 
 
– Meu filho que você conquiste muitas vitórias, seja feliz e sempre VIVAS EM CRISTO nosso Porto seguro
felicidade, lição de vida, Mensagem, Orientação

Lei do caminhão de lixo

Um dia peguei um táxi para o aeroporto.
Estávamos na faixa certa quando um carro preto saiu de repente
do estacionamento direto na nossa frente.
O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em
outro carro, foi mesmo por um triz!
O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para
nós nervosamente.
Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de
positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.
Indignado lhe perguntei: ‘Porque você fez isto? Este cara quase
arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital?!?!’
Foi quando o motorista do táxi me ensinou o que eu agora chamo de “A
Lei do Caminhão de Lixo.”
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.
Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva,
traumas e desapontamento.
À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar
para descarregar e às vezes descarregam sobre a gente.
Nunca tome isso como pessoal. Isto não é problema seu! É dele!
Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.
Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas
no trabalho, EM CASA, ou nas ruas.
Fique tranquilo… respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.
O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de
lixo estragar o seu dia.
A vida é muito curta, não leve lixo com você!
Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas
pessoais, ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.
A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da
maneira como você a recebe!
lembre-se:

LIVRE-SE DOS LIXOS!

David J. Pollay