Bíblia, ensino,

As 13 lições que aprendi com a Arca de Noé

1º LIÇÃO – É importante ser pontual, e não chegar depois da hora programada de partida.

2ºLIÇÃO – Lembre-se que todos são diferentes, mas estamos no mesmo Barco.

3º LIÇÃO – Planos para o futuro? Não estava chovendo quando Noé começou a construir a Arca.

4º LIÇÃO – Nunca se sinta velho, apesar do fato de alguém dizer que seu tempo já passou e que na sua idade você não pode fazer nada de grande importância.

5º LIÇÃO – Não dê atenção à censura, continue o trabalho que lhe foi confiado.

6º LIÇÃO – Tudo o que você fizer ou construir que seja de boa qualidade, mesmo não sendo expert ou o que você mais saiba fazer.

7º LIÇÃO – Quando procurar uma companhia para sua viagem na vida, encontre uma pessoa que tenha os mesmos ideais relacionados a você. Os opostos podem se atrair, mas não conseguirão muito mais que isso. Então procure um parceiro que compartilhe a mesma meta e visão de continuar caminhando para a Arca.

8º LIÇÃO – Se você sentir que seu progresso é lento, não se desespere por que o importante é a perseverança. As preguiças também estavam a bordo da Arca e foram salvas assim como os animais ágeis.

9º LIÇÃO – Apesar de no início você se sentir sozinho ou de fazerem piadas, não se desvie da estrada e escolha os alvos corretos.

10º LIÇÃO – Não despreze os esforços das pessoas comuns, a Arca foi construída por amadores e o Titanic por profissionais.

11º LIÇÃO – Não existe opção! Você tem que participar na construção da Arca, a fim de poder ser salvo por ela. Não há volta!

12º LIÇÃO – Uma só equipe e seus membros construíram a Arca, não construíram cada um a sua.

13º LIÇÃO – Não importa qual tempestade você esteja enfrentando. Se tiver fé, haverá sempre uma esperança à sua espera.

“Para que possamos aplicar nas mais diversas situações”… Na vida!!

Deus, ensino,

Modelando

 

Tenho um amigo que perdeu o emprego, a fortuna, a esposa e a casa, porém permaneceu firme na fé – a única coisa que lhe restara.

Um dia, ele parou para observar alguns homens trabalhando numa igreja enorme, esculpindo pedras.

Um deles estava cinzelando uma pedra triangular.

O que você vai fazer com essa pedra? – perguntou meu amigo.
O senhor está vendo aquela abertura lá em cima perto do pináculo? – disse o trabalhador. – Estou modelando esta peça aqui embaixo para que ela seja encaixada lá em cima.

Lágrimas brotaram nos olhos de meu amigo enquanto ele seguia seu caminho. Parecia que Deus havia falado por meio da boca daquele trabalhador para explicar a luta que ele atravessava: “Eu o estou modelando aqui embaixo para que você seja encaixado lá em cima”.

estou pensando…  pode me modelar a vontade.

Conto, , Jesus, Milagre, Pai

Tapete vermelho

Uma pobre mulher morava em uma humilde casinha com sua neta muito doente. Como não tinha dinheiro sequer para levá-la a um médico, e vendo que, apesar de seus muitos cuidados e remédios com ervas, a pobre criança piorava a cada dia, resolveu iniciar a caminhada de 2 horas até a cidade próxima em busca de ajuda. Chegando no único hospital público da região foi aconselhada a voltar pra casa e trazer à neta junto, para que esta fosse examinada.
Quando ia voltando, já desesperada por saber que sua neta não conseguia sequer levantar da cama, a senhora passou em frente a uma Igreja e como tinha muita fé em Deus, apesar de nunca ter entrado em uma Igreja, resolveu pedir ajuda.
Ao entrar, encontrou algumas senhoras ajoelhadas no chão fazendo orações. As senhoras receberam a visitante e, após se inteirarem da história, a convidaram para se ajoelhar e orar pela criança.
Após quase uma hora de fervorosas orações e pedidos de intercessão ao Pai, as senhoras já iam se levantando quando a mulher lhes disse:
– Eu também gostaria de fazer uma oração.
Vendo que se tratava de uma mulher de pouca cultura, as senhoras retrucaram:
– Não é necessário. Com nossas orações, com certeza sua neta irá melhorar.
Ainda assim a senhora insistiu em orar, e começou.
– Deus, sou eu, olha, a minha neta está muito doente Deus, assim eu gostaria que você fosse lá curar ela Deus, você pega uma caneta que eu vou dizer onde fica.
As senhoras estranharam, mas continuaram ouvindo.
– Já está com a caneta Deus? Você vai seguindo o caminho daqui de volta pra Belo Horizonte e quando passar o rio com a ponte você entra na segunda estradinha de barro, não vai errar tá.
A esta altura as senhoras já estavam se esforçando para não rir; mas ela continuou.
– Seguindo mais uns 20 minutinhos tem uma vendinha, entra na rua depois da mangueira que o meu barraquinho é o último da rua, pode ir entrando que não tem cachorro.

As senhoras começaram a se indignar com a situação.

– Olha Deus, a porta está trancada, mas a chave fica embaixo do tapetinho vermelho na entrada, o Senhor pega a chave, entra e cura a minha netinha.
Mas olha só Deus, por favor! Não esquece de colocar a chave de novo embaixo do tapetinho vermelho senão eu não consigo entrar quando chegar em casa…
A esta altura as senhoras interromperam aquela ultrajante situação dizendo que não era assim que se deveria orar, mas que ela poderia ir pra casa sossegada pois elas eram pessoas de muita fé, e Deus, com certeza, iria ouvir as preces e curar a menina.
A mulher foi pra casa um pouco desconsolada, mas ao entrar em sua casinha sua neta veio correndo lhe receber.
– Minha neta, você está de pé, como é possível!
E a menina explicou.
– Eu ouvi um barulho na porta e pensei que era a senhora voltando, porém entrou um homem muito alto com um vestido branco em meu quarto e mandou que eu levantasse, não sei como, eu simplesmente levantei.
E quase em prantos, a menina continuou.
– Depois ele sorriu, beijou minha testa e disse que tinha de ir embora, mas pediu que eu avisasse a senhora que ele ia deixar a chave embaixo do tapetinho vermelho…

Um pouco de fé, leva-nos até Deus! Muita fé traz Deus até nós!

Deus, ensino, , Jesus

A existência de Deus

005-Ceu

Conta-se que um velho árabe analfabeto orava com tanto fervor e com tanto carinho, cada noite, que, certa vez, o rico chefe de grande caravana chamou-o à sua presença e lhe perguntou:
– Por que oras com tanta fé? Como sabes que Deus existe, quando nem ao menos sabes ler?
O crente fiel respondeu:
– Grande senhor, conheço a existência de nosso Pai Celeste pelos sinais dele.
– Como assim? – indagou o chefe, admirado.
O servo humilde explicou-se:
– Quando o senhor recebe uma carta de uma pessoa ausente, como reconhece quem a escreveu?
– Pela letra, pelo estilo, pela maneira de se expressar.
– Quando o senhor recebe uma jóia, como é que se informa quanto ao autor dela?
– Pela marca do ourives.
O empregado sorriu e acrescentou:
– Quando ouve passos de animais, em redor da tenda, como sabe, depois, se foi um carneiro, um cavalo ou um boi?
– Pelos rastros – respondeu o chefe, surpreendido. Então, o velho crente convidou-o para fora da barraca e, mostrando-lhe o céu, onde a lua brilhava, cercada por multidões de estrelas, exclamou, respeitoso:
– Senhor, aqueles sinais, lá em cima, não podem ser dos homens!
Nesse momento, o orgulhoso caravaneiro, de olhos lacrimosos, ajoelhou-se na areia e começou a orar também.

Deus, Fábula, , felicidade

Porque eu?

Arthur Robert Ashe, Jr.

(Richmond10 de julho de 1943 — Nova York6 de fevereiro de 1993)

Arthur Ashe, o lendário jogador de Wimbledon, estava morrendo de AIDS.
Foi contaminado com sangue infectado durante uma cirurgia cardíaca em 1983.
Ele recebeu cartas de seus fãs, uma das quais perguntou:
“Por que Deus teve que escolher você para pôr uma doença tão horrível?”
Arthur Ashe respondeu:
Muitos anos atrás, cerca de 50 milhões de crianças começaram a jogar tênis, e uma delas era eu.
Cinco milhões realmente aprenderam a jogar tênis,
500 000 mil se tornaram Tenistas profissionais,
50 mil chegaram ao circuito,
5 mil alcançaram Grandslam,
50 delas chegaram a Wimbledon,
4 delas chegaram à semifinal,
2 delas chegaram à final e uma delas era eu.
Quando eu estava comemorando a vitória com a taça na mão, nunca me ocorreu perguntar a Deus
” Por que eu? ”
Então, agora que estou com dor, como posso perguntar a Deus, “Por que eu?” .
A felicidade lhe mantém doce!
Os julgamentos mantêm você forte!
As dores lhe mantêm Humano!
A falha mantém você humilde !!
O sucesso mantém você brilhante!
Mas só a fé o mantém em pé.
Às vezes você não está satisfeito com sua vida, enquanto muitas pessoas neste mundo sonham em poder ter sua vida.
Uma criança em uma fazenda vê um avião que voa e sonha em voar.
Mas, o piloto desse avião, voa sobre a fazenda e sonha em voltar para casa.
Assim é a vida!! Aprecie a sua …
Se a riqueza é o segredo da felicidade, os ricos deveriam estar dançando nas ruas.
Mas apenas crianças pobres fazem isso.
Se o poder garante segurança, os VIPs deveriam andar sem guarda-costas.
Mas apenas aqueles que vivem humildemente, sonham em silêncio.
Se a beleza e a fama atraem relacionamentos ideais,
Celebridades deveriam ter os melhores casamentos.
Tenha fé em Deus e em você mesmo!
Viva humildemente. Caminhe humildemente e ame com o coração !…

* Uma reflexão impressionante, que não fala de religiões, e sim em Deus. Compartilhe.

, Jesus, lição de vida

Girassol e quando não tem sol?

Certa vez numa palestra sobre motivação e liderança o Dr. Jamiro Wanderley
falou a respeito da natureza dos girassóis. Como o próprio nome diz,
eles giram de acordo com a inclinação do sol, em outras palavras, eles “perseguem a luz”.
Provavelmente essa parte você sabia, mas tem outra que talvez não!
Você já se fez essa perguntinha? E nos dias nublados e chuvosos,
quando o sol fica totalmente encoberto pelas nuvens, o que acontece?
Interessante essa pergunta, não é? Talvez você tenha pensado que a
flor de girassol fica murchinha e olhando para baixo. Acertei?
Pois é, está errado! Sabe o que acontece? Elas se voltam
umas para as outras para dividirem entre si as suas energias.
Todos nós queremos essa luz, buscamos essa luz de diversas maneiras:
na família, nos amigos, na igreja, no trabalho e por aí vai.
Mas sempre acontecem os dias nublados, os dias de tristeza,
não tem como fugir deles. Nessa hora, a maioria das pessoas fica acabrunhada,
de cabeça baixa e as mais fragilizadas às vezes chegam até a ficarem deprimidas.
Que tal fazer como os lindos girassóis?
Veja os girassóis! Olhe para o lado e perceba que existem pessoas como você ,
vivendo os mesmos desafios ,talvez de maneira diferente. Compartilhe luz, fé e pensamentos!
Que hoje você se encante com a beleza perfeita da natureza,
que em sua simplicidade, nos dá uma verdadeira aula de como viver melhor e com mais harmonia.
E independente do tempo, permaneça com a cabeça erguida olhando prá LUZ maior,
JESUS! Ele sempre nos ilumina, mesmo nos dias nublados!

“Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo;
quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”
João 8:12

Bíblia, Deus, , Jesus, Salvação

Lenços de Jesus

 

A Bíblia nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus
não foi deixado de lado como os lençóis do túmulo.
A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado
cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra.

“Bem cedo pela manhã de domingo,
Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada.
Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara,
e disse: Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram.
Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo
passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,
mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou. Ele também notou os lençóis deixados lá,
enquanto o lenço que cobrira a cabeça de Jesus estava dobrado e colocado em um lado.”
João 20.1-7

Isto é importante? Definitivamente.

Isto é significante? Sim.

Para poder entender a significância do lenço dobrado,
você tem que entender um pouco a respeito da tradição hebraica daquela época.
O lenço dobrado tem a ver com o amo e o servo, e todo menino judeu conhecia a tradição.

Quando o servo colocava a mesa de jantar para o seu amo,
ele buscava ter certeza de fazê-lo exatamente da maneira que seu amo queria.
A mesa era posta perfeitamente e o servo esperaria fora da visão do amo
até que o mesmo terminasse a refeição. O servo não se atreveria nunca a tocar a mesa
antes que o amo tivesse terminado a refeição.

Se o amo tivesse terminado a refeição, ele se levantaria,
limparia seus dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço
e o jogaria sobre a mesa. Naquele tempo, o lenço embolado queria dizer:
“Eu terminei.” Se o amo se levantasse e deixasse o lenço dobrado ao lado do prato,
o servo não ousaria tocar a mesa porque o lenço dobrado queria dizer: “Não terminei, eu voltarei!”

 

Texto retirado do Blog do Bispo Macedo
https://blogs.universal.org/bispomacedo/2017/01/20/lenco-de-jesus/

Fábula, , leoes

A TESE DE DOUTORADO DO COELHO

coelho-8

Num dia lindo e ensolarado o coelho saiu de sua toca, com o “notebook” e pôs-se a trabalhar, bem concentrado. Pouco depois passou por ali uma raposa, e viu aquele suculento coelhinho tão distraído, que chegou a salivar. No entanto, ela ficou intrigada com a atividade do coelho e aproximou-se, curiosa:
-Coelhinho, o que você está fazendo aí, tão concentrado?
-Estou redigindo a minha tese de doutorado – disse o coelho, sem tirar os olhos do trabalho.
-Hummmm… e qual é o tema da sua tese?
Ah, é uma teoria provando que os coelhos são os verdadeiros predadores naturais das raposas. A raposa ficou indignada:
-Ora!!! Isso é ridículo!!! Nós é que somos os predadores dos coelhos!
-Absolutamente! Venha comigo à minha toca que eu te mostro minha prova experimental.
O coelho e a raposa entram na toca. Poucos instantes depois ouvem-se alguns ruídos indecifráveis, alguns poucos grunhidos e depois… silêncio. Em seguida, o coelho volta, sozinho, e mais uma vez retoma aos trabalhos de sua tese, como se nada tivesse acontecido. Meia hora depois passa um lobo. Ao ver o apetitoso coelhinho tão distraído, agradece mentalmente à cadeia alimentar por estar com o seu jantar garantido. No entanto, o lobo também acha muito curioso um coelho trabalhando naquela concentração toda e resolve então saber do que se trata aquilo tudo, antes de devorar o coelhinho:
-Olá, jovem coelhinho. O que o faz trabalhar tão arduamente?
– Minha tese de doutorado, seu lobo. É uma teoria que venho desenvolvendo há algum tempo e que prova que nós, coelhos, somos os grandes predadores naturais de vários animais carnívoros, inclusive dos lobos. O lobo não se conteve com a petulância do coelho:
-Ah! Ah! Ah! Ah! Coelhinho! Apetitoso coelhinho!
Isto é um despropósito. Nós, os lobos, é que somos os genuínos predadores naturais dos coelhos. Aliás, chega de conversa…
-Desculpe-me, mas se você quiser eu posso apresentar a minha prova experimental. Você gostaria de acompanhar-me a minha toca? O lobo não consegue
acreditar na sua boa sorte. Ambos desaparecem toca adentro. Alguns instantes depois ouvem-se uivos desesperados, ruídos de mastigação e… silêncio.
Mais uma vez o coelho retorna sozinho, impassível e volta ao trabalho de redação da sua tese, como se nada tivesse acontecido. Dentro da toca do coelho vê-se uma enorme pilha de ossos ensanguentados e pelancas de diversas ex-raposas e, ao lado desta, outra pilha ainda maior de ossos e restos mortais daquilo que um dia foram lobos. Ao centro das duas pilhas de ossos, um enorme LEÃO, satisfeito, bem alimentado, palitando os dentes.

MORAL DA HISTÓRIA:
1 – Não importa quão absurdo seja o tema de sua tese;
2 – Não importa se você não tem o mínimo fundamento científico;
3 – Não importa se os seus experimentos nunca cheguem a provar sua teoria;
4 – Não importa nem mesmo se suas ideias vão contra o mais óbvio dos conceitos lógicos;
5 – O que importa é QUEM ESTÁ APOIANDO SUA TESE.

Assim é com a sua fé, não importa quão absurda ela é, muito menos se tem fundamento científico, nem que ela seja prova para alguém e seja contra o mais óbvio dos conceitos lógicos. O que importa é que, quem está apoiando sua fé é o Leão de Judá, JESUS.

 

O que significa fé inabalável

guardachuva1

Aquela cidade vinha passando por uma grande seca. Há meses os céus não despejavam uma única gota de água, e os moradores estavam desesperados vendo seu gado morrer. As lindas paisagens estavam transformadas em cartões postais típicos do deserto.
Certo dia, apareceu na região um senhor que se dizia capaz de fazer chover.
Reuniu o máximo de pessoas possível na praça central da cidade e disse:
– Sou uma pessoa que conversa com Deus. Juntos, podemos fazer chover nesta cidade, mas preciso que todos acreditem no poder de suas próprias orações. Convoco o maior número possível de pessoas a se juntarem a mim em oração, amanhã ao nascer do sol, na igreja da cidade, para que a chuva caia abundante e imediatamente. Todos devem comparecer com fé inabalável.
Aquela notícia percorreu rapidamente todas as casas, e antes do nascer do sol do dia seguinte, grandes procissões se locomoviam de todos os pontos da cidade até a igreja. Lá chegando, todos se ajoelharam e iniciaram as orações.
O sol nasceu, e por várias horas todos oravam, mas nada da chuva cair. Até que alguém foi na direção do senhor que se dizia capaz de falar com Deus, e perguntou:
– Estamos há horas ajoelhados e orando, e a chuva não vem.
Então, o senhor respondeu bem alto para que todos ouvissem:
– Eu disse que todos deveriam vir com fé inabalável, mas não foi o que aconteceu.
– Como não? – protestou uma senhora que ocupava o primeiro banco da igreja – Levantamos cedo, viemos até aqui, a igreja está lotada e as pessoas não desistem de orar.
– Então, por favor – retrucou o senhor – Levante as mãos quem trouxe seu guarda-chuva.
Reinou silêncio total, e as pessoas foram saindo uma a uma, compreendendo o que realmente significa “fé inabalável”.
“Somente ao ter fé inabalável no invisível, você será capaz de realizar o impossível”

O LENHADOR SEM TEMPO

lenhador

Um caçador saiu para o seu dia de lazer e, ao entrar na floresta,
encontrou um forte lenhador que tentava derrubar uma árvore.
Ele passou o dia todo caçando e, ao retornar para o seu hotel,
passou novamente pelo lenhador, que ainda continuava tentando derrubar a mesma árvore.
O caçador percebeu que o machado utilizado pelo lenhador não estava afiado.
Disse, então, ao lenhador:
– Por que você não afia esse machado?
O lenhador lhe respondeu:
– Não posso. Eu não tenho tempo.

Fico a imaginar o numero de pessoas que estão lutando com o mesmo problema a tempo, tentando derrubar-lo,
mas sem tempo para Deus mantém uma fé cega. E você tem afiado sua fé?

Vivas na Fé.