coragem, Fábula

O camundongo medroso

“Diz uma antiga fábula que um camundongo vivia angustiado, com medo do gato.
Um mágico teve pena dele e o transformou em gato.
Mas aí ele ficou com medo do cão, por isso o mágico o transformou em cão.
Então, ele começou a temer a pantera, e o mágico o transformou em pantera.
Foi quando ele se encheu de medo do caçador.
A essas alturas, o mágico desistiu.
Transformou-o em camundongo novamente e disse:
— Nada que eu faça por você vai ajudá-lo, porque você tem a coragem de um camundongo.”

 

Comunhão, coragem, Deus

Ação Espírito Santo na Guatemala

Bispo,

Como o senhor já deve saber, na Guatemala há muita criminalidade e, devido a isso, muitos vivem com medo, inclusive bandidos já entraram em algumas de nossas igrejas para ameaçar os pastores, mas graças a Deus nunca fizeram nada.

Há 7 meses, 6 homens armados até os dentes entraram em uma de nossas igrejas e quiseram levar o carro, ameaçando entrar na casa do pastor que morava em cima da igreja, mas nada ocorreu. Há uns dias, essa mesma igreja, já com outro pastor, foi novamente visitada pelos mesmos bandidos fortemente armados. Eles já chegaram dizendo que sabiam que era outro pastor e que tinham avisado que voltariam para levar tudo, pois se a igreja havia trocado de pastor para tentar evitar o roubo, não ia adiantar!

Mas a reação do pastor foi o mais engraçado, ele respondeu o seguinte para os bandidos:

– Olha, se você quiser levar tudo aqui pode levar, você está roubando a Deus. Você já roubou algo dEle?

Aí, um dos bandidos respondeu:
– Sim, pastor, eu já roubei e me dei mal!

O pastor disse:
– Olha, você sabia que eu vou toda semana lá no presídio orar pelos seus amigos?

O bandido respondeu:
– Não sabia não, você tá falando a verdade?

Aí o bandido começou a fazer perguntas ao pastor, tais como o nome dos carcereiros, nome do encarregado do presídio etc., só para ver se realmente era verdade que o pastor ia lá.

Depois, eles foram embora, mas retornaram no dia seguinte. Novamente os 6 homens armados chegaram à igreja e foram recebidos pelo pastor, aí o líder deles falou assim:

– Olha, nós fomos procurar saber se era verdade que você ia lá na prisão orar pelos nossos amigos presos, e descobrimos que é verdade. Inclusive, alguns deles nos pediram para não tocar nessa igreja, para cuidar de vocês, pois vocês são realmente homens de Deus!

Olha que forte, bispo!

Um deles disse assim:
– Não vamos roubar nada, mas como muitos comerciantes fazem aqui, e até igrejas, você vai nos pagar uma valor mensal para que a gente não roube a igreja de vocês!

O pastor respondeu:
– Rapaz, eu não posso e não vou te dar nada, eu não tenho nada, tudo aqui é de Deus!

Os bandidos ficaram abismados com a coragem do pastor e disseram assim:

– Bem que disseram que vocês dessa igreja são diferentes, tem um monte de igrejas que nos paga por medo e você nem está com medo da gente… Olha, então está bom! Vamos proteger vocês, ninguém aqui vai tocar em vocês!

E o pastor disse:
– Quem nos protege é Deus, rapaz!

Aí o bandido disse:
– Está bem, pastor! Então me doe umas roupas.

E o pastor marcou para que eles voltassem outro dia para buscar as roupas de doação!

É muito forte, bispo, pois aqui os bandidos fazem muita “extorsão”. Eles ameaçam comerciantes, motoristas de ônibus e até igrejas, que se não pagarem uma mensalidade, eles matam. E matam mesmo, bispo! Todos os dias saem notícias de assassinatos por essa razão no país, e olha só como nosso Deus e o trabalho no presídio faz toda diferença.

Faz pouco tempo que conseguimos entrar formalmente no presídio, pois aqui eles colocam muitos empecilhos, mas graças a Deus conseguimos e olha só o resultado! Plantamos para o céu e colhemos aqui na terra!

Muito forte!
Um abraço para senhor e a dona Ester!

Conquista, coragem, Objetivo

SOMOS CAPAZES

12049432_437418876449350_7620274439064482172_n.jpg

Um milionário promoveu uma festa em uma de suas mansões, e em determinado momento pediu que a música parasse e disse, olhando para a piscina onde cria crocodilos australianos:
— Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará todos os meus carros. Alguém se habilita?

Espantados, os convidados permanecem em silêncio e o milionário insiste:
— Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará meus carros e meus aviões. Alguém se habilita?

O silêncio impera e, mais uma vez, ele oferece:
— Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará meus carros, meus aviões e minhas mansões.

Neste momento, alguém salta na piscina.
A cena é impressionante. Luta intensa! O destemido se defende como pode, segura a boca dos crocodilos com pés e mãos, torce o rabo dos répteis, se debate… Nossa! Muita violência e emoção. Parecia filme do Crocodilo Dundee!

Após alguns minutos de terror e pânico, sai o corajoso homem, cheio de arranhões, hematomas e quase despido.

O milionário se aproxima, dá-lhe os parabéns e pergunta:
— Onde quer que lhe entregue os carros?
— Obrigado, mas não quero seus carros.

Surpreso, o milionário pergunta:
— E os aviões, onde quer que lhe entregue?
— Obrigado, mas não quero seus aviões.

Estranhando a reação do homem, o milionário pergunta:
— E as mansões?
— Eu tenho uma bela casa, não preciso das suas. Pode ficar com elas. Não quero nada que é seu.

Impressionado, o milionário insiste:
— Mas se você não quer nada do que ofereci, o que quer então?
E o homem respondeu irritado:
— ACHAR O MISERÁVEL QUE ME EMPURROU NA PISCINA!

Moral da História:
SOMOS CAPAZES DE REALIZAR MUITAS COISAS QUE POR VEZES NÓS MESMOS NÃO ACREDITAMOS, BASTA UM EMPURRÃOZINHO (AS VEZES DE UM MISERÁVEL DE UMA FIGA).

coragem, engano, mentira

O GORILA E O LEÃO

GorillaandAfricanlioncomparison

Um homem estava desempregado. Um dia, aceitou trabalhar num circo, fazendo o papel de gorila. Usando uma fantasia de King Kong, teria que fazer gestos, trejeitos, virar cambalhotas, coçar-se, enfim, fazer tudo o que faz um gorila de verdade. Treinou bastante, fazendo acrobacia e saltando, inclusive, por cima da jaula do leão. No ensaio, tudo saiu muito bem. – “Vai ser um sucesso” – pensou.

Chegou a hora do show. O circo estava lotado. Luzes, assobios, aplausos… Nosso amigo, o gorila de mentira, entrou em cena. Tal como nos ensaios, rodopiou no ar pra lá e pra cá. A certa altura, porém, cometeu um pequeno erro de cálculo ao saltar sobre a jaula do leão e… Caiu lá dentro! Cara a cara com o rei dos animais, começou a gritar histérico e tomado de pânico:

— Socorro, socorro!!!

A multidão ficou de pé e de olhos arregalados, fez completo silêncio.

O leão veio se aproximando de mansinho…

— Socorro, socorro!!! — Gritava o gorila desesperado, já esperando o pior. O leão veio chegando, chegando e cochichou enérgico para o gorila:

— Cale essa boca, seu bobalhão, senão nós dois vamos perder o emprego.
É impossível fingir o tempo inteiro. Não conseguimos por muito tempo exibir do lado de fora o que não somos do lado de dentro. Sempre chegará a hora do confronto com o leão, e aí…
“Pois nada há encoberto que não haja de ser manifesto, e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto.” (Marcos 4:22)

coragem, ensino

O VERDADEIRO PODER

Vietcongsuspect

Era uma vez um guerreiro, famoso por sua Invencibilidade na guerra. Era um homem extremamente cruel e, por isso, temido por todos. Quando se aproximava de uma aldeia, os moradores saíam correndo para as montanhas, onde se escondiam do malvado guerreiro. Subjugou muitas aldeias.

Certo dia, alguém o viu se aproximar, com seu exército, de uma pequena aldeia, onde viviam alguns agricultores e, entre eles, um velhinho muito sábio.

Quando o pessoal escutou a terrível notícia de que o guerreiro se aproximava, tratou de juntar o que podia e fugir rapidamente para as montanhas. Só o velhinho ficou para trás. Ele já não podia fugir. O guerreiro entrou na aldeia e foi cruel, incendiando as casas e matando alguns animais soltos pelas ruas.

Até que chegou à casa do velhinho. O velhinho, quando o viu, assustou-se. O guerreiro, sem piedade, foi dizendo ao velhinho que seus dias haviam chegado ao fim, mas lhe concederia um último desejo antes de passá-lo pelo fio de sua espada. O velhinho pensou um pouco e pediu ao guerreiro que fosse com ele até o bosque e ali lhe cortasse um galho de uma árvore. O guerreiro achou aquilo uma besteira: “Esse velho deve estar gagá. Que último desejo mais besta, mas, se esse é o seu último desejo, vou atendê-lo.” E lá foi o guerreiro até o bosque e, com um golpe de sua espada, cortou um galho de uma árvore.

– Muito bem – disse o velhinho. – O senhor cortou o galho da árvore. Agora, por favor, coloque esse galho na árvore outra vez.

O guerreiro deu uma grande gargalhada, dizendo que aquele velho devia estar louco, pois todo mundo sabia que não era mais possível colocar o galho cortado na árvore outra vez. O velhinho, então, lhe respondeu:

– Louco é você que pensa que tem poder só porque destrói as coisas e mata as pessoas que encontra pela frente. Quem só sabe destruir e matar não tem poder. Poder tem aquela pessoa que sabe juntar, que sabe unir o que foi separado, que faz reviver o que parece morto. Essa pessoa tem verdadeiro poder.

coragem

CORAGEM

elefante2

Um treinador de circo consegue manter um elefante aprisionado porque usa um truque muito simples: quando o animal ainda é criança, ele amarra uma de suas patas num tronco muito forte. Por mais que tente, o elefantinho não consegue soltar-se. 

Aos poucos, vai se acostumando com a idéia de que o tronco é mais poderoso que ele. Quando adulto, e dono de uma força descomunal, basta colocar uma corda no pé do elefante e amarrá-la num graveto que ele nem tenta libertar-se – porque se lembra que já tentou muitas vezes, e não conseguiu. 

Assim como os elefantes, nossos pés estão amarrados em algo frágil.Mas como, desde criança, nos acostumamos com o poder daquele tronco, não ousamos fazer nada. Sem saber que basta um simples gesto de coragem para descobrir toda nossa liberdade.