Nevou no Rio de Janeiro…

Nevou no Rio de Janeiro, pela primeira vez na história!!! 8:00 Eu fiz um boneco de neve. 8:10 Uma feminista passou e me perguntou porque eu não fiz uma mulher de neve. 8:15 Eu fiz uma mulher de neve. 8:17 Minha vizinha feminista reclamou do perfil voluptuoso da mulher da neve dizendo que ela ofende …

Continue lendo Nevou no Rio de Janeiro…

Pai, como eu nasci? 4.0

Não está fácil sobreviver, sem sequelas, neste novo mundo da eletrônica, internet, celulares, hologramas etc. copiei o relato que transcrevo a seguir! Se não for isso, é mais ou menos quase isso. Vejamos: - “Como explicar sobre gravidez para uma criança do século XXI, quando abelhas, flores, sementes, cegonha já estão fora de moda? Hoje, …

Continue lendo Pai, como eu nasci? 4.0

No silêncio

Um fazendeiro descobriu que tinha perdido o relógio no celeiro, muito valioso e de grande valor sentimental. Após extensa procura em vão, ele recorreu à ajuda de um grupo de crianças e prometeu uma valiosa recompensa para quem encontrasse o seu relógio. Quando o fazendeiro estava prestes a desistir, um menino lhe pediu uma chance …

Continue lendo No silêncio

Ponto Negro

Certo dia, um professor chegou na sala de aula e disse aos alunos para se prepararem para uma prova-relâmpago. Todos acertaram suas filas, aguardando assustados o teste que viria. O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era de costume. Depois que todos receberam, pediu …

Continue lendo Ponto Negro

A condenação de Cornélio Mansur

Era uma vez um rapaz que se chamava Cornélio Mansur, de origem muito humilde, mas rico em honestidade e na atenção que dedicava aos amigos e à esposa. Não havia quem não gostasse dele. Fazia amizade com facilidade e estava sempre disposto a ajudar. Não era ganancioso e nem orgulhoso. Era o que chamariamos de …

Continue lendo A condenação de Cornélio Mansur

Não esqueça a pá!

"E entre as tuas armas terás uma pá; e será que, quando estiveres assentado, fora, então com ela cavarás e, virando-te, cobrirás o que defecaste. Porquanto o Senhor teu Deus anda no meio de teu arraial, para te livrar, e entregar a ti os teus inimigos; pelo que o teu arraial será santo, para que …

Continue lendo Não esqueça a pá!