PORCOS INGRATOS

oracao

Um lavrador, cristão convicto de sua fé em Cristo, foi convidado para uma festa na cidade grande. Ao chegar ao local, ficou impressionado com a beleza dos enfeites e com a quantidade de alimentos disponíveis. Tudo parecia muito sofisticado para ele. Ao iniciar o bufê, as pessoas dirigiam-se rapidamente para o local e se serviam sem constrangimento. Serviram-se todos. À mesa, antes de iniciar a refeição, o humilde lavrador colocou as mãos postas e deu graças a Deus pelo alimento. Um casal à sua frente, tentando ridicularizá-lo, perguntou:
– Na roça ainda se faz assim antes das refeições?
Ao que o matuto respondeu:
-Bem, nem todos. No meu curral, por exemplo, quando solto as vacas para o pasto, elas saem imediatamente pastando, sem qualquer cerimônia. O mesmo acontece com os porcos e seus leitões: Quando são servidos, vão direto ao cocho.

Ter um coração agradecido e expressar essa gratidão onde estiver é, sobretudo um atitude de fé, não de tradição ou costume. Apenas os seres inteligentes têm o privilégio de ter fé. Nenhum animal irracional tem a capacidade de crer. Para nós, seres humanos, não ter fé é mais do que não ter costumes, é não ter razão.

Um comentário sobre “PORCOS INGRATOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s