engano, Fábula

BURROS 2

 

imagesCA1ENODF

      
Um velho fazendeiro chamou seus dois burros para transportar duas cargas importantes. 
– Tenho aqui um saco de sal e cinco sacos de esponjas para serem levados até a cidade. Cada um deve pegar uma das cargas e pôr-se a caminho.
O primeiro burro, que se considerava o mais esperto, logo apoderou-se da carga de esponjas dizendo: – Eu levo esta carga que é cinco vezes maior que a outra. 
O segundo burro pegou a carga de sal que lhe sobrara e foi estrada a fora amaldiçoando seu companheiro cuja carga era infinitamente mais leve. 
Depois de muito caminharem chegaram às margens de um rio que deveriam atravessar. Entraram na água e ao saírem na outra margem do rio o sal havia derretido, mas as esponjas ficaram encharcadas e extremamente pesadas.

Moral da história: Muitas pessoas, que se consideram espertas, acabam sendo vítimas de suas próprias artimanhas.

 

Do livro: Fábulas – Monteiro Lobato – Editora Brasiliense

2 comentários em “BURROS 2”

  1. Sempre me afastei das pessoas muito espertas. Me dão medo. Caminho com minha humilde burrice e, lá na frente, vejo o esperto se dando mal. Passo, finjo que não vejo e vou longe. E assim tenho ido muito longe e bem feliz.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s